Antropologia

Páginas: [<<] 1 2 3 4 [>>]

    • Nem Santos nem demônios. Imagem social e auto-imagem dos deficientes físicos em São Paulo

      Em qualquer sociedade os valores culturais se concretizam no modo pelo qual ela se organiza. São valores que refletem uma imagem do e no pensamento dos homens. Uma das principais características dos valores é a de poderem ser expressos na forma de adjetivos. Sendo assim, o termo ""deficiente"" é um adjetivo que, como tal, adquire valor cultural de acordo com as regras, padrões e normas estabelecidas nas relações sociais, constituindo uma categoria capaz de agrupar, numa identidade comum, diferentes tipos de pessoas. Oficialmente, a Assembléia Geral da ONU, em 1975, proclamou no artigo I. que: ""O termo pessoas deficientes refere-se a qualquer pessoa incapaz de assegurar por si mesma, total ou parcialmente, as necessidades de uma vida individual ou social normal, em decorrência de uma de uma deficiência congênita ou não, em suas capacidades físicas ou mentais.” (grifos meus). A partir de então, passou-se a usar o termo deficiente para indicar todas as pessoas que apresentassem uma imperfeição física ou mental, preferindo-se deficiente visual a cego, deficiente físico a defeituoso, aleijado, deficiente mental a retardado etc. O termo parece opor-se ao adjetivo ""eficiente"". E portanto o termo deficiente significa, antes de tudo, ""não ser capaz"", ""não ser eficiente"". A ""ineficiência"", numa sociedade capitalista, de classes, de consumo, de exploração do trabalho, sociedade que ainda se pensa como um ""corpo"" faz, com a deficiência, um contraponto significativo, elaborado há muito tempo por instituições como a Igreja, o Estado e a família. O deficiente foi associado à anormalidade e os não deficientes à normalidade.

      (Adicionado: 3ªf Ago 29 2006 | Visitas: 243 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Tecnologias Digitais e Antropologia - Hipermédia e Antropologia

      Procuramos esclarecer o conceito de tecnologias digitais e teorias digitais a partir das práticas desenvolvidas no âmbito das actividades do projecto de investigação Tecnologias Digitais em Antropologia e das práticas sociais e culturais da sociedade actual. Propõem-se essencialmente duas perspectivas de abordagem da utilização das tecnologias digitais em antropologia, uma instrumental, resultante de convergência cultural, como forma de potencializar as tradições em antropologia - textual, imagética, armazenamento e tratamento de informação; outra, a de exploração de formas de integração destas práticas em forma de exploração hipermediática, resultante da presente pesquisa experimental. Apresentamos ainda as linhas gerais e objectivos do referido projecto de investigação e as instituições e os países no âmbito dos quais se realiza a pesquisa, o trabalho de campo e os protótipos resultantes da pesquisa. A investigação deverá dar origem à escolha e produção de software para o desenvolvimento do projecto, ao desenvolvimento de projectos individuais de pesquisa e à formação avançada neste âmbito.

      (Adicionado: 3ªf Ago 15 2006 | Visitas: 231 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • A Resistência Waimiri-Atroari FrenteA Resistência Waimiri-Atroari Frente Ao Indigenismo De Resistênc

      O trabalho enfoca a questão da resistência do povo indígena Waimiri-Atroari numa situação em que a política indigenista do Estado tem sido subordinada aos interesses de grandes projetos de desenvolvimento econômico. Após uma longa história violenta de conflitos interétnicos, em que os Waimiri-Atroari tornaram-se um paradigma da resistência no indigenismo brasileiro, os sobreviventes de epidemias e massacres foram submetidos a uma política de "integração acelerada".

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 223 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • As Terras Indígenas No Brasil E A “Regularização” Da Implantação De Grandes Usinas Hidrelétricas E P

      Conforme a Constituição Federal do Brasil de 1988, a questão das terras indígenas toma precedência nos problemas fundiários no Brasil, considerando que em seu artigo 231 garante aos índios “os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam”. Direitos que independem da existência ou não da demarcação ou qualquer reconhecimento formal das suas terras por parte do Estado. Os direitos dos índios são originários, decorrente da sua conexão sociocultural com povos pré-colombianos.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 209 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Os Waimiri-Atroari E A Invenção Social Da Etnicidade Pelo Indigenismo Empresarial

      O trabalho, examina a invenção social da etnicidade com relação ao territorio em populações indígenas, procurando mostrar como o conceito de "invenção social" pode englobar situações muito diversas, desde uma situação paradigmática para a política indigenista governamental até situações de recomposição étnica no Nordeste brasileiro. Após examinar este processo na história do contato interétnico entre os Waimiri-Atroari e os agentes de contato da sociedade nacional, tentando mostrar como os grupos étnicos "Waimiri" e "Atroari" são uma invenção social do indigenismo, estreitamente relacionada à sua territorialização dentro do marco institucional estabelecido pelo Estado.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 209 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Política Indigenista Governamental No Território Waimiri-Atroari E Pesquisas Etnográficas

      O Trabalho comenta o papel do pesquisador em situações complexas de pesquisa de campo com grandes projetos de desenvolvimento, na segunda parte do trabalho, chama atenção à necessidade de tomar em consideração o fato de que tanto as interpretações daqueles índios que têm voz, quanto as dos antropólogos, refletem a sua posição dentro de um contexto maior de diferenciais de poder.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 205 | Colocação: 10.00 | Votos: 1) Avaliar
    • Primeiras Impressões Sobre A Etnologia Indígena Na Austrália

      O presente estudo pode ser justificado nos termos que tanto a Austrália como o Brasil são "novas nações" (Cardoso de Oliveira, 1988:143-159), ex-colônias que são de países europeus, apesar de suas histórias serem obviamente muito diferentes. Todavia, em ambos os países, a investigação sobre o Outro é conduzida na forma de estudos a respeito de populações indígenas (ainda que nos dois países não o seja exclusivamente) sobre cujos territórios as nações se expandiram. A Austrália, diferente do Brasil, era colônia de um "país de centro" da antropologia - a Inglaterra - e possuía territórios além-mar (Papua Nova Guiné, até 1973), além de desempenhar um papel neo-colonial no sudeste da Ásia. Porém, malgrado tais diferenças, registra-se um grande dinamismo e desenvolvimento nas etnologias indígenas nos dois países, sobretudo a partir do final da década de '60.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 215 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Tendências Recentes Na Política Indigenista No Brasil, Na Austrália E No Canadá

      O fator que mais tem influenciado a política indigenista nas últimas duas décadas, o movimento indígena a nível nacional e internacional, resultou na emergência, sem precedentes, de lideranças indígenas que obtiveram conquistas na política, tornando-se atores sociais e ativistas no processo de negociação com os Estados-nações, uma política indígena, isto é, dos índios, divergente da política indigenista oficial. Junto com tentativas de inverter as ideologías hegemônicas.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 217 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • A política indigenista governamental e os waimiri-atroari: Administrações Indigenistas, Mineração de

      Os Waimiri-Atroari, população indígena da família lingüística Caribe, habitam uma parte do norte do Estado do Amazonas e sul de Roraima, nas bacias dos rios Alalaú, Camanaú, Curiuaú e do igarapé Santo Antônio do Abonari. Até o início deste século o território ocupado por esta população indígena era muito mais extenso, incluindo também os vales dos rios Jauaperi e Uatumã. Após uma longa história de invasões violentas , estreitamente relacionadas às flutuações dos preços de produtos florestais no mercado internacional, como castanha-do-pará, balata, peles de ariranha e jacaré, e madeiras de lei, os Waimiri-Atroari foram encurralados no território em que se encontravam na década de 1970.

      (Adicionado: 2ªf Ago 07 2006 | Visitas: 210 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Imagens de liderança indígena e o Programa Waimiri-Atroari: índios e usinas hidrelétricas na Amazôni

      O artigo examina a maneira como imagens de liderança indígena Waimiri-Atroari estão sendo usadas para divulgar mensagens, através da mídia, que rebatem as críticas dirigidas à implantação de grandes usinas hidrelétricas em áreas indígenas e suas conseqüências altamente nocivas para os povos indígenas atingidos. As imagens apóiam a política do setor elétrico de implantar mais hidrelétricas que incidem em territórios indígenas na região amazônica. Esta estratégia tem sido usada, sobretudo, após as manifestações em Altamira, em 1989, contra a construção de um complexo de usinas hidrelétricas no vale do rio Xingu que afetariam dezenas de aldeias indígenas, e a mobilização do movimento político indígena nos anos recentes.

      (Adicionado: 2ªf Ago 07 2006 | Visitas: 224 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Indianidade E Nacionalidade Na Fronteira Brasil-Guiana

      Este trabalho examina algumas perspectivas indígenas acerca da fronteira Brasil-Guiana e conceitos de território indígena nos dois Estados nacionais. Focalizando apenas aquele trecho habitado pelos povos Makuxi e Wapichana, que tiveram seus territórios historicamente separados pela linha divisória traçada entre o Brasil e a Guiana desde o período colonial, examinaremos brevemente o impacto das políticas indígenas nestas regiões de fronteira internacional.

      (Adicionado: 2ªf Ago 07 2006 | Visitas: 221 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Organizações Indígenas E Legislações Indigenistas No Brasil, Na Austrália E No Canadá

      Neste trabalho apresento uma breve comparação da situação atual das sociedades indígenas em relação à legislação indigenista no Brasil, na Austrália e no Canadá, numa era de crescimento de movimentos indígenas a nível internacional e políticas de multiculturalismo implementadas pelos estados nacionais. Justifico uma abordagem comparativa para levantar primeiro a questão do que seja passível de comparação.

      (Adicionado: 2ªf Ago 07 2006 | Visitas: 217 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • A Usina Hidrelétrica De Balbina E O Deslocamento Compulsório Dos Waimiri-Atroari

      Neste trabalho, abordo o deslocamento compulsório, em 1987, de aproximadamente um terço do total da população indígena Waimiri-Atroari para outras partes da Reserva Indígena, em conseqüência da inundação de uma grande extensão do seu território provocada pelo fechamento das comportas da Usina Hidrelétrica de Balbina.

      (Adicionado: 4ªf Ago 02 2006 | Visitas: 223 | Colocação: 8.00 | Votos: 3) Avaliar
    • Censuras E Memórias Da Pacificação Waimiri-Atroari

      Os Waimiri-Atroari, grupo indígena da família lingüística Carib, que se referem a si mesmos como ki?in'ja (gente) [2], habitam uma região de floresta tropical no norte do Amazonas e sul de Roraima, nas bacias dos rios Alalaú, Camanaú, Curiuaú e o Igarapé Santo Antônio do Abonari. Após uma longa história de invasões violentas [3] do seu território, estreitamente relacionadas às flutuações dos preços no mercado internacional de produtos florestais como castanha-do-pará, balata, peles de ariranha e jacaré e madeira, a população dos Waimiri-Atroari foi reduzida a um ponto baixo de aproximadamente 332 pessoas em 1982 (Baines, 1988:109) [4]. A partir de 1983, a população vem-se recuperan-do rapidamente e, em 1990, estava acima de 400 indivíduos.

      (Adicionado: 4ªf Ago 02 2006 | Visitas: 220 | Colocação: 3.00 | Votos: 1) Avaliar
15 Anteriores Próximos 15