Economia

Páginas: [<<] 1 2 3 4 5 6 7 8

    • A sustentabilidade alimentar em Areia Branca - Rn - Brasil: produção versus consumo

      Pesquisa descritiva-exploratória sobre as relações existentes no processo alimentar. Baseia-se na temática cultura para indagar como o desenvolvimento poderia ser fator de influência sócio-histórico-cultural do município de Areia Branca, no estado do Rio Grande do Norte. As leituras sobre a temática, os depoimentos dos cidadãos, as respostas dos questionários e os fenômenos do cotidiano possibilitaram a penetração no objeto investigado, cujos resultados denotam que: a formação dos preços dos produtos agro-alimentários - onde o destaque é dado à relação mercadológica criada em torno do produto e a produção de alimentos e desenvolvimento, cuja atenção é dada à reflexão sobre a importância da produção de alimentos para a consecução do desenvolvimento, inclusive, o desenvolvimento sustentável. Há também uma contextualização histórica e sócio–cultural, quando se trabalha as relações de classe e as formas de apropriação dos códigos culturais contidos na alimentação, isto é, o quê come o rico e o quê come o pobre e o significado da diferenciação de classes quando existe um alimento que lhes é comum. Destacam-se as contribuições culturais dadas pelas civilizações africanas, européias, americanas e brasileiras na formação de um cardápio nacional. Há pois, a junção dos vários hábitos alimentares, de modo que juntos formem os costumes alimentares pátrios. O delineamento dessa configuração histórica do município em estudo, mencionando as presenças holandesa e portuguesa na região, seu processo de colonização e os aspectos políticos e econômicos que fizeram parte da formação do município, contribuem para o esclarecimento da sustentabilidade das práticas alimentares locais. Finalmente, os dados colhidos apontam para a insustentabilidade dos hábitos alimentares areia-branquenses relativos à escolha e uso dos mesmos em relação com a sua produção, o que denota a necessidade da realização de investigações sobre o monitoramento dos produtos alimentares em consumo naquele município.

      (Adicionado: 2ªf Maio 08 2006 | Visitas: 197 | Colocação: 1.00 | Votos: 1) Avaliar
    • O planejamento em micro e pequenas empresas comerciais

      Planejando através da Controladoria. As micro e pequenas empresas representam 99% da nossa malha empresarial nacional. Com as constantes mudanças e aumentos na competitividade entre essas empresas, é cada vez mais necessário uma política especializada de gestão. E é por conseqüência dessas mudanças que surgiu a controladoria, representada pela figura do controller, que vem a cada dia que passa crescendo e ganhando mercado. Muitos desses empresários não são preparados para isto. Dessa forma, o contador passa a ser mais procurado e tem de responder as questões e auxiliar cada vez mais estes empresários. A controladoria surgiu justamente em um momento de mudanças como este, por volta do século XX, durante a revolução industrial. Com o passar do tempo, a contabilidade deixou de ser utilizada apenas para regulamentação e registro de fatos passados e passou a ser utilizada como ferramenta de auxílio a administração das organizações. Prova disso, são recentes pesquisas realizadas pelo Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, SEBRAE, que comprovaram que sete em cada dez empresas brasileiras encerram suas atividades antes dos cinco anos de vida, e o principal motivo a levá-las a isto é a falta de planejamento por parte de seus administradores, os quais não dão a devida importância merecida ao tal. Com esse quadro, o sebrae realizou uma parceria com o Conselho Federal de Contabilidade, e proporcionaram um programa de atualização e reciclagem da classe contábil no Brasil, afim de melhor prepará-los para poder ajudar estas empresas a enfrentar e vencer estas dificuldades. Sendo assim, através da controladoria poderemos utilizarmo-nos de algumas ferramentas essenciais, como o fluxo de caixa e o orçamento, baseados em fontes de dados da contabilidade e da administração da própria empresa, planejando, executando e mantendo o controle de suas atividades, evitando assim determinadas surpresas indesejadas.

      (Adicionado: 3ªf Maio 02 2006 | Visitas: 280 | Colocação: 7.59 | Votos: 12) Avaliar
    • Estudo da viabilidade de implantação de pequenas unidades de torrefação de café

      História do café. O café e sua importância sócio-econômica. Variedades de café. Estrutura e processamento do grão de café. Sistema de produção de café. Composição química do café. Sistema de preparo do café. A colheita. Aspectos microbiológicos. Qualidade do café. Implantação passo a passo. Torrefação do café. Variação de características físicas e químicas de café durante a torra. Características da infusão em função do ponto de torra e da moagem do café. Descrição do processo. Caracterização e obtenção da matéria-prima. Processamento. Análise de investimento.

      (Adicionado: 4ªf Fev 08 2006 | Visitas: 261 | Colocação: 8.63 | Votos: 8) Avaliar
    • Projeto de combate a apobreza rural no estado do Piauí

      Situação e perspectivas. O presente documento foi preparado, com motivo de subsidiar as negociações para aprovação da Segunda Fase do Projeto de Combate a Pobreza Rural – PCPR II. O documento foi elaborado tendo como referencia o Relatório de Desempenho físico e de Meio Termo formulada pela SEPLAN/UT-PCPR II, elaborada pela Fundação Civitas, no marco do compromisso contratual do Governo do Estado do Piauí com o Banco Mundial, no âmbito do Acordo de Empréstimo 46240-BR, bem como, Relatórios de Desempenho Anual, Relatórios de Supervisão do Banco Mundial, Relatórios de Auditoria e dados atualizados do Sistema de Monitoramento Computadorizado do Projeto. Para nossos fins, neste documento, mostraremos desempenho físico e financeiro na implementação dos subprojetos, bem como, na execução das atividades de administração, supervisão e desenvolvimento institucional. Se encontra em andamento o "Estudo Quase Experimenta"l, conduzida pela UT e o Banco Mundial, que fornecerá informações detalhadas sobre os impactos do projeto nas famílias, associações e no município. (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 4ªf Out 12 2005 | Visitas: 216 | Colocação: 2.00 | Votos: 1) Avaliar
    • "Agenda 21" e a construção do consumo sustentável para o MERCOSUL

      O trabalho que ora se propõe envolve o Direito do Meio Ambiente, em suas peculiaridades referentes às práticas de consumo sustentável, sob a perspectiva da integração econômica, mais especificamente, no caso do Mercado Comum do Sul. Ponto de partida deste estudo é a atual "Agenda 21" mundial, estabelecida pela Organização das Nações Unidas, a fim de tentar estabelecer parâmetros semelhantes, para uma tutela ambiental sustentável do consumo, no âmbito do Cone Sul. (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 6ªf Dez 12 2003 | Visitas: 955 | Colocação: 7.33 | Votos: 3) Avaliar
    • Planejamento estratégico e os impactos sociais e econômicos das atuais tendências demográficas

      A correta interpretação das tendências demográficas é fundamental para a qualidade do planejamento estratégico. O objetivo deste trabalho é apresentar nossa visão a respeito dos impactos sociais e econômicos das atuais tendências, em especial nas regiões que possam influenciar os países latino-americanos. O texto aborda as tendências de maneira global e discute o crescimento populacional explosivo esperado para os países menos desenvolvidos e suas conseqüências, ressalvando-se porém o fato de poder-se olhar para esses países sob o ângulo das oportunidades geradas pelos imensos investimentos que neles se farão necessários. O trabalho concentra-se nas situações opostas, discutindo os problemas que devem ser enfrentados pelos países que sofrerão declínio em suas populações, além do envelhecimento das mesmas. Nestes casos, avalia os segmentos da economia que deverão ser prejudicados e aqueles provavelmente a serem beneficiados, bem como as medidas que provavelmente serão tomadas pelos governos envolvidos com o objetivo de minimizar os problemas esperados. (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 5ªf Ago 14 2003 | Visitas: 489 | Colocação: 7.00 | Votos: 3) Avaliar
    • O sistema da economicidade sob a ótica do neopatrimonialismo

      Economicidade e liquidez. Economiciade e resultabilidade. O fenômeno ambiental endógeno e a economicidade. Fenômeno ambiental exógeno e a economicidade. Balanço social e a economicidade. (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 5ªf Jan 30 2003 | Visitas: 472 | Colocação: 1.00 | Votos: 2) Avaliar
    • A riqueza e os agentes externos

      Crise na argentina. Variação cambial. O patrimônio não se move por si mesmo, mas, ao se movimentar ele provoca uma série de fenômenos patrimoniais que são estudados pela contabilidade. O entorno modifica a riqueza das organizações lucrativas e não lucrativas. Acontecimentos externos ao patrimônio tem influência na diminuição ou aumento da riqueza. Ultimamente a crise na Argentina desencadeou uma série de fenômenos nos diversos segmentos da economia. (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 4ªf Jul 24 2002 | Visitas: 1035 | Colocação: 8.33 | Votos: 3) Avaliar
    • A segurança regional no contexto do Mercosur

      Introdução: uma nova ordem, um novo mundo?. Segurança Internacional e segurança regional. O fim das preocupações tradicionais?. A segurança no contexto atual. Considerações Finais. Notas bibliográficas. (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 4ªf Maio 30 2001 | Visitas: 1765 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
15 Anteriores