Politica

Páginas: [<<] 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

    • Sobre o marco analítico-conceitual da tecnologia social

      A Rede de Tecnologia Social (RTS) tem duas características que a diferenciam de outras iniciativas em curso no país, orientadas à dimensão científico-tecnológica. A primeira é o marco analítico-conceitual que conforma o que aqui denominamos “tecnologia social” (TS). A segunda é justamente seu caráter de rede. Sem ser excludente àquelas iniciativas, a RTS se articula, em função dessas características, como uma alternativa mais eficaz para a solução dos problemas sociais relacionados a essa dimensão e como um vetor para a adoção de políticas públicas que abordem a relação ciência-tecnologia-sociedade (CTS) num sentido mais coerente com a nossa realidade e com o futuro que a sociedade deseja construir.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 156 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Tecnologia social e desenvolvimento local

      O que entendemos por tecnologia social transformadora Toda relação do homem com a natureza é portadora e produtora de técnicas que se foram enriquecendo, diversificando e avolumando ao longo do tempo… As técnicas oferecem respostas à vontade de evolução dos homens e, definidas pelas possibilidades que criam, são a marca de cada período da história (Santos, 2000, p. 62-63). O período da história em que vivemos é comandado pelo capital financeiro e pelas grandes corporações transnacionais. São esses atores que dão o sentido ao que Milton Santos identifica como “a vontade de evolução dos homens”. Nunca antes o poder havia se concentrado em tão poucas e tão poderosas mãos.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 159 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Tecnologias sociais e políticas públicas

      Tecnologias sociais: por que não pensaram nisso antes? Muitos conhecem mas poucos sabem o que são tecnologias sociais (TSs). Elas estão espalhadas por todo lugar, mas, por serem extremamente simples, nem sempre o status de tecnologia lhes é facilmente conferido.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 157 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Território e Territorialidade da Federação de Órgãos para a Assistência Social e Educacional - F.A.S

      As Organizações Não Governamentais vêm aumentando e propagando-se pelo país e pelo mundo apoiadas, especialmente, em seu caráter“distanciado” das políticas do Estado. Por seu caráter muitas vezes assistencial, elas recebem benefícios fiscais e recursos financeiros de todo o mundo. Este trabalho pretende avaliar de que modo uma ONG com quase quarenta anos de atividade no país e cujo trabalho abrange grande extensão territorial estabelece critérios de inserção, como pensa essa inserção e qual seu discurso sobre ela.

      (Adicionado: 3ªf Ago 08 2006 | Visitas: 164 | Colocação: 7.00 | Votos: 2) Avaliar
    • Ciberespaço e Contestação Política: o caso do Centro de Mídia Independente (CMI)

      A história da Internet inicia-se em um contexto onde os Estados Unidos e a Ex-União Soviética disputavam uma corrida militar-espacial-tecnológica. Os estudos a respeito de uma rede descentralizada de comunicação de dados tiveram um interesse inicialmente bélico, como uma rede indestrutível capaz de comunicar as principais bases de defesa dos Estados Unidos. Com os avanços da telecomunicação, da microinformática e das constantes pesquisas a respeito de uma rede mundial de computadores, em 1992 foi criada uma rede hipertextual e midiática: a World Wide Web. Foi o que faltava para a rede expandir e constantemente se aperfeiçoar. Depois de constituída, a rede ? denominada Internet - alcançou uma unicidade das técnicas mundiais, sendo importantíssima para um novo mercado global em potencial, sendo uma importante determinação da globalização como mundialização do capital. Ao mesmo tempo, sua própria constituição desenvolve elementos de uma democracia virtual. Nunca houve antes um espaço público ? virtual ou não - que garantisse voz a milhões de pessoas. Um contingente massivo de pessoas que utiliza a Internet passa a manifestar sua insatisfação com o mundo global, apegando-se à rede mundial de computadores como uma ferramenta de contestação política. Esse trabalho se deterá sobre o espectro da cibersociedade, onde o ciberespaço aparece como um amplo canal aberto de comunicação com a sociedade, sendo usada por movimentos sócio-políticos concretos tomando formas virtuais e usufruindo as ferramentas cedidas pela própria rede, como a interação, a comunicação ou reciprocidades de informações em um espaço público democrático e descentralizado. É sobre esse aspecto do ciberespaço que a Centro de Mídia Independente (CMI) age, como uma rede internacional de produtores independentes de mídia que busca ser uma fonte alternativa para fornecimento de informações, desvinculada de qualquer interesse corporativo como uma reação política à globalização imperialista, agindo contra todo esse mercado global e democratizando o poder midiático na rede, tornando-o recíproco, horizontal e interativo.

      (Adicionado: 4ªf Ago 02 2006 | Visitas: 150 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • e-República o e-Democràcia: la revolta civil

      La comunicació reflexiona sobre el paper dels nous mitjans de comunicació de masses en els sistemes democràtics actuals, mentre es constata la fractura del model comunicatiu clàssic, en el qual els periodistes eren intermediaris de la informació. Mitjans de comunicació i societat civil no estan lliures de problemes, molts d’ells de tipus cognitiu i econòmic. La societat civil és conscient del seu poder i comença a exercir-lo, tal vegada sense estar preparada, ni disposar de mitjans correctes de canalitzar la seva voluntat.

      (Adicionado: 4ªf Ago 02 2006 | Visitas: 166 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • O Leviatã

      A importância do pensamento de Thomas Hobbes, expressada principalmente em seu livro Leviatã ou matéria, forma e poder de um Estado eclesiástico e civil, é inconteste, tanto que, desde 1651, data em que foi escrito, faz com que qualquer que se arvore ao estudo da Teoria Política lhe dedique longos momentos de reflexão. Hobbes engendrou uma teoria segundo a qual o Estado Civil, ou simplesmente Estado, originou-se do contrato firmado entre os indivíduos enquanto estes se encontravam no estado da natureza. Esta postura faz com que filósofo seja enquadrado como contratualista, categoria em que são também incluídos Locke e Rousseau. Em Leviatã Hobbes procurou analisar a essência e a natureza do Estado Civil, ao qual, em razão de seu poderio e de sua força, comparou ao monstro bíblico descrito no capítulo 41 do livro de Jó. Tanto é assim que o denominou de "grande Leviatã". Na definição de Hobbes, o Leviatã... (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 3ªf Jul 18 2006 | Visitas: 196 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Proposta de um novo processo para atendimento das demandas de energia elétrica

      Proposta de um novo processo para atendimento das demandas de energia elétrica na agência estadual de regulação dos serviços públicos delegados do Rio Grande do Sul. O presente trabalho focaliza uma situação problemática identificada nos processos de atendimento das demandas de energia elétrica no que se refere a ressarcimento de danos e cobranças por irregularidades. Em princípio foi identificada a deficiência. Em seguida, foram realizadas as pesquisas diagnóstico e qualitativa. Chegou-se a conclusão de que existe muita demora na tramitação dos processos, falta de padronização e obstáculos na comunicação. Para melhorar os serviços foram propostos um novo fluxo das atividades e rotinas, e um manual que servirão como base para o desenvolvimento das atividades mencionadas. A elaboração desses instrumentos foi fundamentada em obras que abordam a administração pública e outras que tratam de melhorias de processos administrativos.

      (Adicionado: 5ªf Jun 01 2006 | Visitas: 179 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • As forças produtivas e a transição ao socialismo

      Contrastando as concepções de Paul Singer e István Mészáros. Ao adotar provocativamente a técnica de simulação de um diálogo sobre a questão das forças produtivas na transição ao socialismo entre dois pesquisadores contemporâneos de grande influência no meio acadêmico brasileiro, este trabalho pretende trazer à tona temas ainda pouco tratados. A primeira seção expõe brevemente a concepção de Paul Singer ressaltando sua visão de que os trabalhadores devem lutar pela apropriação e uso das forças produtivas nas novas relações sociais de produção. Na segunda seção se apresenta a concepção de István Mészáros de que as forças produtivas engendradas no capitalismo são um entrave à emancipação do trabalho e que requerem uma “radical reestruturação” e uma “incorporação qualitativamente distinta” nas relações de produção socialistas. A terceira seção contrapõe, através de um diálogo simulado por nós, as concepções de Singer e de Mészáros. Enquanto o primeiro ressaltaria a potencialidade do emprego das forças produtivas herdadas do capitalismo no socialismo, reduzindo a questão da transição à necessidade de democratização do acesso às forças produtivas, o segundo levantaria que esta não seria suficiente uma vez que as forças produtivas capitalistas não nos permitiriam ir “além do capital”. (Em Formato PDF).

      (Adicionado: 3ªf Maio 16 2006 | Visitas: 203 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Para além da apropriação dos meios de produção?

      O processo de adequação sócio-técnica em fábricas recuperadas. Este artigo apresenta, na primeira parte, os resultados de uma pesquisa realizada em 8 Fábricas Recuperadas (FRs) brasileiras, argentinas e uruguaias para identificar processos de Adequação Sócio-Técnica (AST). No plano teórico, iniciou-se pela avaliação da concepção, entre outras, da corrente principal do marxismo, que acredita que as forças produtivas seguem um caminho inexorável e podem ser usadas numa eventual sociedade socialista. Provavelmente por isso, os partidários da Economia Social e Solidária (ESS) acreditam que a tecnologia convencional, engendrada sob a égide das relações sociais de produção capitalistas para atender à lógica de acumulação das grandes empresas, pode ser usada sem significativas modificações nos empreendimentos autogestionários que preconizam. Baseado na visão daqueles que revisitando o enfoque da construção social da tecnologia argumentam no sentido antagônico, e nos estudos sobre aprendizagem técnico-econômica latino-americanos, concebemos o conceito de AST. Ele pode ser entendido como um processo inverso ao da construção sócio-técnica, em que um artefato tecnológico sofreria um processo de adequação aos valores e interesses políticos de grupos sociais relevantes, distintos daqueles que originalmente participaram de sua construção. (Em Formato PDF).

      (Adicionado: 3ªf Maio 16 2006 | Visitas: 166 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Vinte anos de democracia?

      Democracia ou liberalismo?. Tempos de despolitização. As esquerdas e a direita liberal. Palavras malditas. Debate: a esquerda e a transição para a democracia. O tema proposto para debate, neste encontro em que a revista Lua Nova comemora vinte anos de existência, parece ser bastante instigante: que reflexões nos vêm à mente quando nos perguntamos o que aconteceu com a democracia no Brasil ao longo dessas últimas duas décadas? Concluiu-se a famosa transição do autoritarismo à democracia? O novo regime implantou-se? E, daí em diante, que aconteceu? A democracia fortaleceu-se, expandiu-se, radicalizou-se?...

      (Adicionado: 3ªf Maio 16 2006 | Visitas: 172 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • ALCA, um Projeto de Redistribuição ou de Concentração?

      Antes de tecer qualquer comentário acerca da ALCA – Área de Livre Comércio da América, órgão transnacional que englobaria todo continente americano numa área de livre circulação de mercadoria – faz-se necessário apontar algumas considerações sobre o processo de mundialização da economia, visto que só após este processo é que grandes blocos econômicos resolveram se ‘unir’, mantendo seu mercado interno economicamente viável, além de não deixarem se sucumbir ao turbilhão do processo globalizado. De acordo com Eric J. Hobsbawn, o Breve Século XX acabou em problemas para os quais ninguém tinha, nem dizia ter, solução. Enquanto tateavam o caminho para o terceiro milênio, em meio ao nevoeiro global que os cercavam, os cidadãos do fin-de-siècle só sabiam ao certo que acabara uma era da história. E muito mais (HOBSBAWN, 1997: 537), esta era da história que acabara, por ter acontecido de forma muito brusca, deixou muitas nações órfãs. Esta situação de orfandade gerara um certo temor em várias organizações e facções, dentro dos países, por isso o temor em se deixar invadir por uma cultura nem sempre estranha, porém, sempre forasteira...

      (Adicionado: 5ªf Mar 30 2006 | Visitas: 179 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • A onu e a paz mundial: Alcances e limites

      A força e a violência nas relações internacionais. A organização das nações unidas: poder e política. A busca permanente pelo poder. (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: Dom Maio 18 2003 | Visitas: 845 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Segurança para entretenimento

      Um salto de qualidade para o chamado policiamento em eventos na Polícia Militar do Estado de São Paulo. O presente trabalho trata da segurança para entretenimento em espetáculos públicos. É fruto da experiência do autor como Comandante da tropa especializada na execução das atividades de polícia ostensiva nos espetáculos desportivos, artísticos e culturais, nos principais espaços públicos e privados da Capital e em designações especiais nas demais cidades do Estado, somado à reflexão sobre a real dimensão da atuação da Polícia Militar do Estado de São Paulo nessa modalidade específica. A partir de uma análise sintética, aborda o arcabouço legal à disposição dos profissionais de segurança pública. Mostra uma vertente científica do conceito de Segurança e finaliza apresentando uma nova proposta de estratégia organizacional, cuja visão de futuro é promover a excelência da atividade de polícia ostensiva preventiva especializada, quando na execução da segurança para entretenimento... (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 5ªf Fev 20 2003 | Visitas: 678 | Colocação: 6.33 | Votos: 6) Avaliar
    • Os projetos comunitários e conselhos municipias no pcpr do Piauí

      Projeto de Mecanização Agrícola. Comunidade Oitis Projeto de Eletrificação Rural. Comunidade Mimoso. Projeto de Água Potável. Comunidade Angical. Freqüência de subprojetos por Associações e Comunidades. A situação dos Conselhos Municipais com menção ao caso do municípiode Água Branca. A perspectiva para o Futuro. (Sólo en Portugués).

      (Adicionado: 3ªf Set 17 2002 | Visitas: 973 | Colocação: 2.00 | Votos: 1) Avaliar
15 Anteriores