Saúde

 
Esportes (14) +
Páginas: [<<] ... 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 ... [>>]

    • Absenteísmo por transtornos mentais na enfermagem no período de 1995 a 2004

      O ambiente hospitalar é caracterizado, freqüentemente, por uma estrutura formal e burocrática, que dificulta a comunicação entre as pessoas, além de expor seus trabalhadores a riscos de ordem biológica, física, ergonômica, mecânica, psicológica e social. Inserida neste ambiente está a equipe de enfermagem, maior força de trabalho, que no desenvolver de suas atividades se vê, muitas vezes, forçada a conter suas emoções frente ao paciente. Tal situação, somada aos problemas pessoais, a conduz a uma sensação de impotência e insatisfação pessoal resultando no absenteísmo que repercute diretamente na qualidade da assistência prestada. Diante do exposto, este estudo descritivo exploratório teve como objetivo descrever os afastamentos do trabalho da equipe de enfermagem por motivo de transtornos mentais, registrados no período de 1995 a 2004. Os dados foram coletados no período de setembro a dezembro de 2004 por meio de um instrumento próprio embasado no objetivo da pesquisa. Saúde Ocupacional, Absenteísmo, Licença médica, Transtornos mentais, Equipe de Enfermagem.

      (Adicionado: 3ªf Set 25 2007 | Visitas: 154 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Acidentes de trabalho: um estudo sobre esta ocorrência em um hospital geral

      No ambiente hospitalar os acidentes de trabalho estão relacionados a vários fatores de risco, geralmente vinculados ao desempenho dos trabalhadores e às condições laborais. Este estudo teve como objetivo descrever a ocorrência de acidentes de trabalho em um hospital geral de ensino, no período de 2000 a 2001. Foi utilizado um formulário elaborado com base nos dados contidos nos impressos da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT). A amostra foi constituída por todos os trabalhadores deste hospital, que tiveram registro de acidente de trabalho no período delimitado para o estudo. Os resultados obtidos apontaram principalmente: 861 trabalhadores com registro de acidente de trabalho; 75,4% do sexo feminino; 40% casados; 39,8% com idade entre 31e 40 anos; 56,2% integrantes da equipe de enfermagem; 83,1% acidentados no setor de trabalho; 40,4% tiveram acidentes com pérfuro-cortantes e a maioria não necessitou de afastamento.Os dados obtidos revelaram algumas limitações para uma análise mais acurada desta ocorrência, entre elas, CATs preenchidas de forma incompleta e registro todo manual das ocorrências notificadas, indicando a necessidade de elaboração de um programa específico para os registro de acidentes de trabalho, de forma a facilitar a avaliação e controle desta ocorrência, subsidiando intervenções e outras pesquisas neste contexto. Acidente de trabalho; hospital; trabalhadores. (PDF).

      (Adicionado: 3ªf Set 25 2007 | Visitas: 156 | Colocação: 8.50 | Votos: 4) Avaliar
    • Amamentação vivenciada com sucesso por um grupo de mulheres

      O objetivo desse estudo foi ampliar a compreensão de como as mulheres que amamentaram seus filhos pelo menos até seis meses de vida percebem o processo da amamentação, considerando o caráter subjetivo, social e cultural que influenciam a decisão de amamentar. Adotou-se os preceitos metodológicos da pesquisa qualitativa, utilizando como referencial teórico-metodológico a teoria das representações sociais. Foram entrevistadas oito mulheres que tinham bebês entre 6 a 9 meses de vida. A análise das entrevistas revelou que as mulheres percebem o valor da amamentação como o melhor para os seus filhos, evidenciam os benefícios biológicos e consideram as vantagens psicossociais presentes no processo da amamentação. Mostraram-se pouco tolerantes em relação ao desmame precoce praticado por outras mulheres, embora não tenham negado as dificuldades que envolvem a amamentação. Ficou evidente que o apoio da rede social e principalmente do companheiro foi fundamental para a superação das dificuldades presentes no ato de amamentar. Aleitamento Materno; Comportamento Materno; Saúde Materno-Infantil. (PDF).

      (Adicionado: 3ªf Set 25 2007 | Visitas: 153 | Colocação: 10.00 | Votos: 2) Avaliar
    • Avaliação da assistência em domicílio à criança portadora de diabetes mellitus tipo i

      Com o objetivo de apreender e analisar a convivência de crianças com diabetes que são assistidas no ambulatório de endocrinologia pediátrica de um hospital escola em São José do Rio Preto, no seu ambiente domiciliar, foi utilizado o método de estudo exploratório com abordagem qualitativa e os resultados foram analisados de acordo com o modelo de conteúdo de Bardin. Fizeram parte da pesquisa 6 crianças portadoras de diabetes mellitus tipo I com tratamento de pelo menos seis meses e idade entre 10 a 13 anos. As entrevistas foram realizadas em domicílio. Assistência Domiciliar; Assistência à Saúde; Diabetes Mellitus; Cuidado da Criança. (PDF).

      (Adicionado: 3ªf Set 25 2007 | Visitas: 150 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Cardiomioplastia celular

      Infarto do miocárdio é uma das principais causas da insuficiência cardíaca progressiva, responsável pelo alto índice de mortalidade em pacientes cardíacos. Recentes estudos sobre a biologia das células-tronco criaram muitas expectativas à respeito de uma nova alternativa terapêutica, denominada cardiomioplastia celular, que consiste no transplante de células-tronco em lesões cardíacas, com o objetivo de promover a substituição e/ou regeneração dos cardiomiócitos. Estudos pré-clínicos e clínicos utilizando diferentes tipos celulares mostraram resultados promissores. Entretanto, ainda é preciso esclarecer algumas questões que poderão otimizar os efeitos benéficos dessa terapia como, o tipo celular, a quantidade ideal e o procedimento a ser empregado, bem como o local e o tempo gasto para a injeção dessas células. Este artigo tem como objetivo rever os dados mais recentes e mostrar as futuras direções dessa área. Células-tronco; Células-tronco mesenquimais; Terapia celular; Cardiomioplastia celular; Cardiomiopatia. (PDF).

      (Adicionado: 3ªf Set 25 2007 | Visitas: 146 | Colocação: 5.00 | Votos: 1) Avaliar
    • Uma década de acompanhamento dos portadores de hanseníase no ambulatório de dermatologia de um hospi

      Neste estudo, comparou-se a técnica de coleta de material microbiológico de feridas por irrigação-aspiração como uma alternativa à técnica de “swab” na qualificação e quantificação de bactérias de 20 feridas de etiologias diversas. Os microrganismos mais freqüentes nas feridas analisadas foram: Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus sp (coagulase -) e Escherichia coli, respectivamente. Em três momentos foram identificadas apenas na técnica de irrigação-aspiração as seguintes bactérias: Streptococcus beta, Proteus mirabilis e Staphylococcus epidermidis. Uma média de 2,4 bactérias foi capturada por ferida, enquanto com a técnica de “swab”, 2,3 bactérias. Apenas para a cepa de Pseudomonas aeruginosa houve diferença estatisticamente significante utilizando-se a técnica de irrigação-aspiração. Conclui-se que está técnica é eficaz, quando comparada com o “swab”, na qualificação e quantificação de bactérias. Ferimentos e lesões; Cuidado de enfermagem; Análise microbiológica de ferida; Pesquisa em enfermagem clínica. (PDF).

      (Adicionado: 3ªf Set 25 2007 | Visitas: 138 | Colocação: 4.00 | Votos: 2) Avaliar
    • Uma década de acompanhamento dos portadores de hanseníase no ambulatório de dermatologia de um hospi

      A fase de pós-eliminação da Hanseníase determinada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é que o número de portadores da doença encontre-se abaixo de um por 10.000 habitantes. A cidade de São José do Rio Preto, com índices epidemiológicos cada vez menores, deve organizar-se para esse objetivo. Nos últimos oito anos, com a implantação do Sistema de Controle de Doenças de Notificação (SINAN), tornou-se mais rápida a análise de informações de um município. Contudo, até os dias atuais, os dados são notificados de forma manual. Estes dados são compilados de diversas fontes como prontuários e fichas de cadastro e controle de comunicantes feitos pela Enfermagem, e ainda assim o acesso a todos esses dados não oferece facilidade para a coleta de informações. No intento de facilitar o reconhecimento dos dados e da real situação de 217 pacientes e seus comunicantes intradomiciliares, foi criado, por meio desse estudo um banco de dados computadorizado, no qual constam informações do período de 1993 a 2005. Hanseníase/prevenção & controle; Hanseníase/epidemiologia; Hanseníase/transmissão; Incidência; Sistemas de Informação; Bases de Dados; Sistemas Computadorizados de Registros Médicos.

      (Adicionado: 3ªf Set 25 2007 | Visitas: 168 | Colocação: 7.00 | Votos: 1) Avaliar
    • Programas tutoriais para os cursos de enfermagem

      A implementação dos Projetos Político-Pedagógicos, impulsionada pelas políticas de educação e saúde, gerou a necessidade de incorporar à matriz curricular vários programas para atender aos interesses e necessidades emanados dos cursos de graduação. Um deles é o Programa Tutorial, destinado a amparar o aluno como sujeito da educação e do cuidado. Nessa perspectiva, este estudo objetiva contribuir com a proposição e avaliação de um modelo tutorial, que possa preencher as lacunas detectadas no processo de construção dos Projetos Político-Pedagógicos. Para tanto, o artigo descreve o modelo teórico idealizado, com vistas a sua inclusão nos cursos de graduação. Enfermagem, currículo.

      (Adicionado: 4ªf Set 12 2007 | Visitas: 155 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Toxemia da prenhez em pequenos ruminantes: como reconhece-la e evita-la

      Evidenciacao clinica, necroscopica e laboratorial e da toxemia da prenhez. Como antever o quadro por meio do perfil metabolico. Como evitar o surgimento de tp. Referencias bibiograficas basicas. Entendendo a doença. Embora tenha ocorrido um pequeno decréscimo na população ovina brasileira (2 %) da última década (14,8 milhões) para a atual ( 14, 5 milhões), o número de animais abatidos aumentou (4,5 %) de 4,4 para 4,6 milhões), elevando desta forma a taxa de desfrute (6,7 %) de 30 % para 32%. Estes dados indicam claramente que a ovinocultura brasileira esta melhorando seu desempenho produtivo.

      (Adicionado: 4ªf Set 12 2007 | Visitas: 145 | Colocação: 9.00 | Votos: 1) Avaliar
    • Violência: um Velho-Novo Desafio para a Atenção à Saúde

      A violencia como parte do processo historico-social. Tipologia da violencia. Natureza da violencia. Abordagens da magnitude e dos sentidos da violencia. Sentido pos-moderno da violencia criminal que infla as estatisticas de homicidios. Violencia e saude. Este artigo propõe uma reflexão sobre a violência e seu impacto sobre a saúde, tomando como exemplo o caso brasileiro. Inicia-se com uma exposição sobre as dificuldades de inclusão do tema na área da saúde. Critica as visões que absolutizam o sentido da violência, considerando- a um processo a-histórico e acima das consciências e da sociedade. Numa perspectiva histórica, busca situar o tema no campo social e da saúde, advertindo para o risco epistemológico e prático de reducionismo quando se trata esse fenômeno como uma epidemia, ou seja, como uma "doença social". Mostra que a violência é um fenômeno muito mais complexo, que consti- tui um problema histórico, um termômetro social e um indicador de qualidade de vida. Inclui alguns dados gerais e chama atenção para os caminhos de possibilidade de ação setorial e intersetorial e, sobretudo, para a atuação médica. Violência; Saúde; Ação Intersetorial.

      (Adicionado: 4ªf Set 12 2007 | Visitas: 218 | Colocação: 8.00 | Votos: 1) Avaliar
    • Incidência da síndrome da morte súbita em coorte de lactentes

      Quantificar a incidência de síndrome da morte súbita do lactente no município de Passo Fundo (RS) e descrever o perfil dos óbitos. Coorte de base populacional, de nascidos vivos no período de fevereiro de 2003 a janeiro de 2004, domiciliados na zona urbana. Excluíram-se lactentes hospitalizados desde o nascimento, crianças em processo de adoção e óbitos ocorridos antes da coleta de dados. Dos 2.634 nascidos vivos, foram incluídas 2.411 crianças, acompanhando-se 2.285 (94,8%). Os dados foram coletados no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos, declarações de óbito, registros do comitê de mortalidade infantil e mediante entrevistas domiciliares com a mãe social. Os instrumentos foram adaptados de formulários validados previamente. Os dados foram analisados no Epi-Info, com estatística descritiva. Foram registrados 10 óbitos (0,4%). Quatro de causa indeterminada puderam ser incluídos na categoria III de síndrome da morte súbita do lactente. Ocorreram entre os 2 e 5 meses, no domicílio, em crianças que dormiam na posição lateral, em cama com adultos, utilizando colchão macio, travesseiro e fralda sobre a face. Eram filhos de mãe jovens, fumantes, pré-natal incompleto, multíparas e de classes econômicas desfavorecidas. A incidência de suspeita dessa síndrome foi de 1,75/1.000. A taxa de incidência de suspeita de síndrome da morte súbita do lactente em Passo Fundo é compatível com os maiores coeficientes internacionais, sugerindo medidas de vigilância e prevenção de riscos. Mortalidade infantil, epidemiologia, prevenção, síndrome da morte súbita do lactente (SMSL).

      (Adicionado: 3ªf Set 11 2007 | Visitas: 166 | Colocação: 7.00 | Votos: 1) Avaliar
    • Sono e envelhecimento

      Padroes de sono no envelhecimento. Principais disturbios de sono no processo de envelhecimento. Avaliacao diagnostica. Manejo nao farmacologico dos disturbios de sono do idoso. Descrever aspectos atualizados sobre as alterações e os distúrbios do sono no processo de envelhecimento normal e usual. Procedeu-se a revisão da arquitetura do sono e ritmo circadiano de sono e vigília para estabelecer o padrão de normalidade e as alterações fisiológicas no processo de envelhecimento, descrevendo-se os distúrbios de sono mais prevalentes no idoso, sua avaliação diagnóstica e o manejo não-farmacológico. O texto foi elaborado a partir da consulta às publicações científicas indexadas no Medline, em outras de acesso on line e em livros textos das áreas de geriatria, psiquiátria geriátrica e medicina do sono. A maioria dos idosos tem queixas relacionadas ao sono decorrentes de mudanças fisiológicas específicas do processo de envelhecimento ou de doenças que podem causar distúrbios secundários de sono. A linha divisória entre a normalidade e o distúrbio pode ser estabelecida por meio de criteriosa avaliação diagnóstica, a qual necessariamente precede e orienta a conduta terapêutica. A maioria dos distúrbios de sono são clinicamente importantes e tratáveis com medidas não-farmacológicas, que incluem a orientação sobre rotinas e rituais de sono, atividades de vida diária e condições ambientais. Idoso, distúrbios do sono, assistência à saúde.

      (Adicionado: 3ªf Set 11 2007 | Visitas: 182 | Colocação: 6.00 | Votos: 2) Avaliar
    • Representações sociais das primíparas adolescentes sobre o cuidado materno ao recém-nascido

      Com o objetivo de analisar as representações sociais das adolescentes primíparas sobre o cuidado materno ao recém-nascido no âmbito domiciliar, realizou-se esse estudo qualitativo. Participaram oito adolescentes, com filhos primogênitos recém-nascidos. Os dados coletados em suas residências, com técnica projetiva e entrevistas semi-estruturadas, foram analisados à luz da teoria das representações sociais, evidenciando que as adolescentes representam o cuidado materno nos núcleos figurativos de afeição, integração familiar e realização materna. Simbolicamente, o cuidado materno ancora-se no surgimento da família, na perenidade dos sentimentos e no compromisso com o desenvolvimento psicomotor da criança. As primíparas adolescentes valorizam mais o ganho de pertencimento a uma família do que as perdas acarretadas pela maternidade precoce. O cuidado materno é um exercício conflitivo, ora representando o status de ser adulta e responsável, ora denotando a insegurança, o despreparo e a infantilidade, que afetam o atendimento ao recém-nascido.

      (Adicionado: 6ªf Set 07 2007 | Visitas: 180 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
    • Nutrição e alimentação do recém-nascido prematuro

      Qual alimento a ser oferecido?. Quando iniciar a alimentacao?. Como oferecer a dieta?. Com que frequencia oferecer a dieta?. Quanto de dieta deve ser oferecido?. Tecnica do Cuidado Mae Canguru no Prematuro e Aleitamento Materno. A alimentação representa contínuo desafio para os responsáveis pela nutrição dos neonatos, principalmente daqueles prematuros ou de baixo peso ao nascer. Técnicas alimentares específicas e tipos variados de alimentos podem influenciar no desenvolvimento, na morbidade e na mortalidade dos recémnascidos. Assim, existem mais controvérsias do que consensos sobre qual o melhor alimento, qual a época ideal para o início da nutrição enteral, de que forma realizá-la, com que freqüência oferecer e com qual volume iniciar e incrementar o aporte nutricional. O presente artigo tem por objetivo propor, após revisão da literatura, uma atualização nos conhecimentos e otimizar a nutrição e a forma de se oferecer alimentação aos recém-nascidos prematuros. Nutrição infantil, métodos de alimentação, recém-nascido prematuro, aleitamento materno.

      (Adicionado: 5ªf Set 06 2007 | Visitas: 187 | Colocação: 10.00 | Votos: 1) Avaliar
    • Identificação de grupos mais vulneráveis à desnutrição infantil pela medição do nível de pobreza

      Objetivo: Testar o uso de um instrumento de medição do nível socioeconômico, especialmente elaborado para populações urbanas pobres, na identificação de grupos mais vulneráveis à desnutrição infantil. População e Métodos: Este é um estudo transversal, cuja amostra foi constituída por 477 crianças entre 12 e 59 meses, residentes em bolsões de miséria da Vila Grande Cruzeiro, em Porto Alegre, RS. As crianças foram submetidas à avaliação antropométrica e suas famílias foram estratificadas sob o ponto de vista socioeconômico segundo instrumento desenvolvido no Chile para populações urbanas carentes e adaptado às características locais. Foram consideradas desnutridas as crianças com peso/idade, altura/ idade e/ou peso/altura inferiores a -2 desvios padrão da mediana da população de referência (NCHS). Resultados: As crianças cujas famílias pertenciam ao quartil inferior da classificação socioeconômica apresentaram uma chance 3,4 vezes maior de apresentar baixo peso para a idade, 2,7 vezes maior de ter retardo no crescimento e 11,0 vezes maior de possuir um peso baixo para a altura, controlando possíveis fatores de confusão.

      (Adicionado: 4ªf Set 05 2007 | Visitas: 178 | Colocação: 0.00 | Votos: 0) Avaliar
15 Anteriores Próximos 15