Educação e progresso: o ensino sob o olhar conservador (1873-1890)

 

O estudo examina a participação do Dr. Luiz Joaquim Duque-Estrada Teixeira nas Conferências Populares da Freguesia da Glória e na editoria da revista A Escola: Revista Brasileira de Educação e Ensino. As Conferências foram uma série de eventos ocorridos entre 1873 e 1890 no município da Corte. Todos os encontros foram idealizados pelo Conselheiro Manoel Francisco Correia, senador do Império. O intuito destas conferências, as quais eram abertas ao público e ocorriam nos salões das escolas da freguesia da Glória, era estender o debate científico às camadas populares. Partia-se do pressuposto de que ao apresentar as camadas populares à Botânica, ao Direito e à Educação haveria o despertar do interesse para tais temáticas. O periódico A Escola: Revista Brasileira de Educação e Ensino surge com a proposta de suprir a falta de debate sobre assuntos pedagógicos. Em suas páginas veiculava informações que considerava de importância para a instrução pública e para a classe dos professores, além de figurar como espaço de divulgação de notícias relacionadas à educação. Argumentaremos que ambos os projetos - participação nas conferências e a editoria da Revista – estão relacionados à construção do capital político do Dr. Duque Estrada, assim como de sua imagem pública.

Palavras – Chave: conferências populares; Luiz Joaquim Duque-Estrada Teixeira; A Escola: Revista Brasileira de Educação e Ensino; conservador.

 



(Ver trabalho completo)

 

Felipe Figueiredo 
figueiredo.lfelipe[arroba]gmail.com

 
As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.