A influência da história e da cultura em relação aos sonhos

 

Na concepção do presente estudo e dentro de linhas apropriadas a uma apreciação acadêmica, pretendi, nos limites da cultura e da história da humanidade, demonstrar as influências exercidas na temática dos sonhos pelos condicionamentos filosóficos, morais e religiosos, que ao longo dos tempos, foram sendo modificados de acordo com a variação dos conceitos e valores internalizados no ser humano. Variação esta produto da natural inconstância, inerente ao avanço evolutivo experimentado pelo homem desde que adquiriu consciência de si e do uso da razão. Como material que entendo indispensável a uma visão panorâmica das questões abordadas, apresento considerações de ordem filosófica sobre a cultura e valores que ela envolve, e, ademais, procuro ainda estabelecer as necessárias interligações de todo o material compreendido no estudo dos sonhos com os conceitos psicanalíticos que me pareceram convenientes, tudo com o objetivo de buscar uma consistência orgânica na exposição. Palavras-chave: Sonhos. Evolução. Civilização. História. Cultura.

Na área do conhecimento humano, a Psicanálise, como ciência social, pode ser classificada também como uma ciência cultural, isto é, faz parte daquele conjunto de ações humanas, seja no plano material, seja no plano espiritual, conjunto em que o homem intervém sobre as bases da natureza, modificando-a, ou modificando-se também a si mesmo, sempre na busca de aperfeiçoamento, a eterna meta do ser perante a existência.

Nesse conceito, como elemento que bem ilustra a interferência criadora do homem, poderia ser lembrado o cultivo dos campos, a agricultura, onde a sequência natural do processo envolve o entendimento sobre a semeadura, a germinação e frutificação, a colheita, e enfim a recompensa pelo proveito dos frutos em prol da sobrevivência e satisfação de nossas necessidades básicas e mais fundamentais.

Em suma, tudo que foi produzido pelo trabalho humano faz parte da “cultura”.

Paralelamente, a “história” consiste na investigação do passado, na busca de melhor compreender o presente. Ambos esses valores, de íntima ligação – cultura e história – não poderiam ter deixado de exercer a intensa influência que sempre tiveram nos assuntos envolvidos por nosso tema central, a estrutura dos sonhos e de sua interpretação ao longo dos séculos.

Assim, ao lado disso e bem ilustrado por isso, desde a antiguidade mais remota foi sendo dado realce ao que pode ser chamado o cultivo do espírito, o aperfeiçoamento espiritual baseado no conhecimento da natureza humana, processo cultural que teve por aliado o conhecimento dos fatos do passado (a história como ciência), fundado nas experiências pretéritas não apenas para a mera compreensão do presente, segundo a definição clássica, mas também como ferramenta utilizada no aprimoramento das vivências quer no plano individual, quer no âmbito comunitário, posto foi decisão do ser humano viver em sociedade, em grupos.

 



(Ver trabalho completo)

 

Joana Tavares 
dm.tavares[arroba]ig.com.br

 
As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.