O neopatrimonialismo


O mundo da contabilidade é o mundo do Homem, pois é neste que, no dizer de Federigo Melis, todas as ciências têm origem comum.

A contabilidade data dos primórdios da civilização, acompanhando a evolução do próprio ser humano, o qual ao sentir necessidade de controlar e memorizar as suas posses, ou seja o seu património, começou a utilizá-la de modo rudimentar e não sistematizado.

O aumento gradual da complexidade da vida social conduziu a uma evolução da contabilidade do simples registo empírico à busca pelo entendimento racional e científico dos factos e consequente criação de doutrinas que sob diferentes prismas visaram descortinar as razões subjacentes à evolução e comportamento da riqueza.

Dessas doutrinas a mais reconhecida é o patrimonialismo. Porém as diversas mudanças da segunda metade do século XX que abriram as mentalidades para o estabelecimento de uma nova era, a do conhecimento, conduziram ao aparecimento do Neopatrimonialismo criado pelo Prof. Doutor António Lopes de Sá.

Ao longo deste trabalho irei abordar esta nova doutrina que muitos seguidores tem juntado e que adicionou um rigor epistemológico, holístico e heurístico a esta tão relevante ciência denominada Contabilidade.

Porém, irei incidir principalmente na Teoria das Funções Sistemáticas do Património das Células Sociais, ponto de partida da doutrina neopatrimonialista.



(Ver trabalho completo)

 

Antônio Lopes de Sá
lopessa.bhz[arroba]terra.com.br

 
As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.