Efeito da densidade de criação e do sexo sobre o empenamento

Enviado por Mendes AA


(Incidência de lesões na carcaça e qualidade da carne de peito de frangos de corte)

1. Resumo

O experimento foi conduzido nas instalações experimentais da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia – UNESP, Campus de Botucatu, SP, Brasil, com o objetivo de avaliar o efeito da densidade de criação e do sexo sobre o empenamento, incidência de lesões na carcaça e a qualidade de carne de peito de frangos de corte. Foram utilizados 1950 pintos de corte sexados, da linhagem Ross, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, com esquema fatorial com 3 densidades (10, 13 e 16 aves/m²) e dois sexos com 5 repetições, sendo que uma foi destinada exclusivamente para reserva, criados até os 42 dias de idade. Aos 28, 35 e 42 dias foram amostradas 3 aves por repetição para a determinação do empenamento através da porcentagem de penas e 10 aves para a determinação do escore de empenamento. Também aos 42 dias de idade todas as aves foram identificadas na pata com anilhas numeradas e submetidas à avaliação da incidência de lesões na pele. Foram escolhidas ao acaso 5 aves por repetição para a determinação da qualidade da carne de peito. Pode-se concluir que o aumento na densidade de criação promoveu uma diminuição na velocidade de empenamento e, conseqüentemente, uma maior incidência de lesões na carcaça. O comprimento, a largura e a espessura do peito foram menores para as aves criadas na maior densidade, e a perda de peso por cozimento foi maior para as aves criadas na maior densidade.

2. Abstract

The experiment was conducted at the College of Veterinary Medicine and Animal Production of UNESP-Botucatu Campus to evaluate the effect of stocking densities and sex on body injuries and breast meat quality. One thousand nine hundred and fifty day-old Ross chicks were reared until 42 days of age on a randomized factorial arrangement with three stock densities (10, 13 and 16 birds/m²) and two sexes. At 28, 35 and 42 days of age, 15 birds/treatment were sampled to determine feathering percentage related to body weight and 50 birds/treatment to evaluate score feathering. At 42 days of age, all broilers were processed to evaluate body injuries and breast meat quality. Increasing stocking densities decreased feathering and increased body injuries like breast blisters, dermatitis, bruises and scratches. Breast meat yield and breast length width and depth was negatively affected (p<.05) as stocking densities increased

Unitermos / Keywords: densidade, empenamento, frangos de corte, lesões na carcaça, qualidade de peito

3. Introdução

Com a expansão da criação de frangos de corte e com o aumento dos custos de construção, tem-se observado, já há bastante tempo, um crescente interesse pelo aumento do número de aves por m², proporcionando assim, uma otimização da produção por área sem aumentar o número de galpões (Proudfoot et al., 1979).

De acordo com Luchesi (1998), o aumento da densidade de criação permite produzir maior quantidade de carne por unidade de área (m²) sendo, portanto, uma alternativa viável para aumentar o rendimento produtivo e econômico do plantel.

Altas densidades, porém, geram um ambiente desfavorável ao bem estar das aves, promovendo o declínio nos índices produtivos do lote. Al-Shaddedl & Muhklis (1988) mostraram que em criações de frangos de corte alojados em diferentes densidades (10, 12 e 14 aves por m²) ocorreu uma redução do peso corporal das aves mantidas sob altas densidades, mas a produção total de kg de aves/m² foi aumentada.

Em geral, a literatura relata tendência à redução no consumo alimentar e no ganho de peso corporal com o aumento da taxa de lotação e aumento no peso total de carne por m² de piso (Quimones et al., 1984; Beremski, 1987; Briceno et al., 1987; Al-Shaddedl & Muhklis, 1988; Kato et al., 1991; Stanley & Bailey, 1989; Andrews et al., 1990).

O processo de empenamento envolve mecanismos fisiológicos complexos, influenciados por fatores nutricionais, hormonais, genéticos e ambientais, bem como pela interação entre eles. O mau empenamento é também um fator preponderante na redução da rentabilidade dos avicultores, ao limitar o número de aves a serem criadas por m² (Barbi & Zaviezo, 2000). Esse problema caracteriza-se por redução do número de penas, principalmente na região dorsal das aves. Acomete frangos de corte produzidos em lotes com bom desempenho zootécnico, sem comprometer o ganho de peso da ave afetada, nem aumentar a taxa de mortalidade do plantel (Coello, 2000). Observações de campo demonstram que o problema se manifesta principalmente em machos criados sob alta densidade, durante períodos com temperaturas elevadas. Richards (1977) observou que a temperatura corporal da ave é muito influenciada pela cobertura de penas, podendo ser maior ou menor dependendo do escore de empenamento apresentado pela ave.

As penas das aves, em especial no caso dos frangos de corte criados em alta densidade populacional, funcionam também como uma proteção da pele contra o aparecimento de lesões, principalmente na região do dorso e das coxas. Proudfoot & Hulan (1985) observaram aumento significativo na incidência de dermatite lombar aos 42 dias de idade, quando as taxas de lotação foram aumentadas.

A produção de filés de peito com especificações rígidas de peso, comprimento e espessura para a produção de produtos pós-processados ou para o consumo em restaurantes de comidas rápidas, tem implicações econômicas importantes para a rentabilidade das empresas avícolas. Conforme demonstrado na literatura, o comprimento, espessura e peso do filé de peito de frangos de corte são afetados pela linhagem, sexo e idade das aves. Filés mais longos, espessos e pesados são produzidos pelas aves mais velhas e pelos machos (Robinson et al., 1996a,b). O aumento na massa peitoral se deve principalmente ao aumento na espessura do músculo pectoralis major (Lubritz, 1997). Trabalhos têm demonstrado que a espessura da parte mais larga do pectoralis major, próximo à inserção das asas, varia de acordo com a linhagem, o mesmo não ocorrendo com a ponta mais fina do músculo (Robinson et al., 1996a).

Lubritz (1997) encontrou efeito da linhagem e do sexo sobre o comprimento, espessura e peso do peito, sendo que linhas selecionadas para alta taxa de crescimento apresentaram filés mais longos que as linhas selecionadas para alto rendimento de carcaça. Em contraste, as linhas selecionadas com maior ênfase em conformação e rendimento, apresentaram filés mais curtos, espessos e pesados.

O problema mais comumente encontrado na carne de peito de frangos de corte está relacionado com a maciez da carne. Para avaliar a maciez, podem ser usados métodos subjetivos utilizando-se julgadores em teste de degustação e equipamentos que medem a força necessária para cisalhar as amostras, como é o caso dos métodos Allo-Kramer e Warner-Bratzler

Outro critério importante para a determinação da qualidade da carne é a capacidade de retenção de água, ou seja, a capacidade do músculo e dos produtos cárneos em manter a água ligada sob condições específicas. A sua importância reside no fato de que essa característica está relacionada com o aspecto da carne antes do cozimento, comportamento durante a cocção e palatabilidade do produto (Bressan, 1998). A perda de peso por cozimento nos músculos de peito de frangos é uma característica que, de acordo com alguns autores, pode ser significativamente influenciada pelas temperaturas elevadas durante o período de criação e no período pré-abate.

Bressan (1998) observou que peitos de aves mantidas em ambientes com temperatura de 30°C apresentaram maior perda de peso por cozimento, com média de 28,7% quando comparadas com os peitos de aves que foram submetidas a ambientes de conforto térmico (17°C), com média de 27,2%. É interessante avaliar se as condições adversas como maiores temperaturas e maior estresse, geradas pela criação em alta densidade populacional, podem influenciar nos valores observados para a perda de peso por cozimento do músculo do peito de frangos de corte.

Com base nesses aspectos, surgiu a proposta desse trabalho, que teve por objetivo avaliar o efeito da densidade de criação sobre o empenamento, incidência de lesões na carcaça, rendimento e qualidade da carne de peito de frangos de corte.


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.