Estabilidade de agregados e resistência à penetração em Latossolos adubados por cinco anos com biossólido



 

RESUMO

O biossólido tem sido utilizado para fins agrícolas como fonte de nutrientes e condicionante dos atributos físicos do solo. Objetivou-se avaliar o efeito do biossólido na estabilidade de agregados e resistência à penetração de um Latossolo Vermelho distrófico textura média (LVd) e um Latossolo Vermelho eutroférrico argiloso (LVef), em Jaboticabal (SP). Utilizaram-se as doses de 0,0, 25,0, 47,5 e 50,0 Mg ha-1 de massa seca de biossólido que foi incorporado com grade até 0,1 m, antes da semeadura do milho. As amostras foram coletadas no quinto ano, após a colheita do milho, nas camadas de 0,0-0,1; 0,1-0,2; 0,2-0,3 m para determinação da composição granulométrica, matéria orgânica e estabilidade de agregados. A resistência do solo à penetração e umidade do solo foram determinadas até à profundidade de 0,4 m. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com cinco repetições. O diâmetro médio geométrico dos agregados foi maior na camada de 0,0-0,1 m e a partir da aplicação de 47,5 Mg ha-1 de biossólido nos dois solos. A aplicação de biossólido não influiu na resistência do solo à penetração, tampouco na umidade nos dois solos.

Termos de indexação: atributos físicos, matéria orgânica, lodo de esgoto.

SUMMARY

Biossolid has been used in agriculture as nutrient source and to improve soil physical attributes. The effect of biossolid on the aggregate stability and soil penetration resistance of a medium texture Oxisol (LVd) and clayey Oxisol (LVef) in Jaboticabal (SP) were evaluated. Dry biosolid mass was applied with a harrow at rates of 0.0, 25.0, 47.5, 50.0 Mg ha-1, incorporated at 0.1 m depth before sowing the maize. Samples were collected in the fifth year after the maize harvest from the 0.0-0.1, 0.1-0.2, 0.2-0.3 m layers to determinate the texture, organic matter and aggregate stability. The soil penetration resistance and soil moisture were determined down to a depth of 0.4 m. The complete random block design was used in five replications. The mean geometric aggregate diameter was greatest in the 0.0-0.1 m layer and at biosolid applications above 47.5 Mg ha-1 in both soils. The application of 50.0 Mg ha-1 biosolid did not significantly modify the soil resistance to penetration or the soil moisture in both soils.

Index terms: physical attributes, organic matter, sewage sludge, biossolid.

INTRODUÇÃO

O lodo de esgoto é um subproduto das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) de cidades e indústrias, o qual, após devidamente tratado e seco, é denominado biossólido (Melo et al., 2001). Este é um resíduo de grandes utilidades para fins agrícolas, quer como condicionante das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, em virtude de seu conteúdo de material orgânico, quer como fonte de nutrientes para as plantas cultivadas, em virtude de sua composição química (Melo et al., 1994).

Em solos tropicais, onde a matéria orgânica desempenha papel de fundamental importância, a utilização de biossólido torna-se uma alternativa viável para a elevação dos teores de matéria orgânica. Entretanto, dada a presença de metais pesados neste material, deve-se evitar a utilização de doses excessivas, as quais são calculadas de acordo com teor inicial de metais pesados no solo; quantidade total adicionada de metais pesados; carga total cumulativa de elementos metálicos; toxidez desses elementos para as plantas; valores limites de concentração de metais pesados nos solos; interação entre os elementos e características dos solos; e sensibilidade da planta (Kabata-Pendias & Pendias, 1992).

Na literatura, encontram-se vários trabalhos que evidenciam o efeito benéfico da matéria orgânica na estabilidade de agregados (Wei et al., 1985; Jorge et al., 1991; Hadas et al. 1994; Campos et al., 1995; Albiach, 1997; Martinez-Mena et al., 1998; Beutler et al., 2001; Grandy et al., 2002; Whalen & Chang, 2002) e na resistência do solo à penetração (Kumar et al., 1985; Smith et al., 1997). A aplicação de biossólido, além de aumentar o teor de matéria orgânica, pode aumentar a agregação e alterar a proporção de agregados estáveis em água (Jorge et al., 1991). Epstein (1975) verificou maior estabilidade de agregados em solo que recebeu adição de lodo de esgoto, enquanto Jorge et al. (1991), estudando a adição de lodo de esgoto em Latossolo Vermelho, verificaram aumento da agregação do solo em relação à testemunha. Aggelides & Londra (2000) observaram redução da resistência à penetração com aplicação de lodo de esgoto e lixo urbano.

A grande produção de biossólido nos centros urbanos levou pesquisadores a intensificarem os estudos para utilização desses resíduos para fins agrícolas. Entretanto, poucos estudos têm sido realizados recentemente sobre a influência do biossólido nos atributos físicos do solo, principalmente sobre a resistência do solo à penetração (Aggelides & Londra, 2000).

Este estudo teve o objetivo de avaliar o efeito da aplicação de biossólido durante cinco anos na estabilidade de agregados e na resistência à penetração de dois Latossolos cultivados com milho.

 


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.