Pesquisa exploratória: procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos no campo da saúde pública



1. Resumo

Propõe-se procedimento metodológico de abordagem qualitativa denominado pesquisa exploratória, cuja aplicação tem por finalidade a elaboração de instrumento de pesquisa adequado à realidade. Discute-se o emprego da expressão "pesquisa exploratória", de um ponto de vista tradicional e nessa nova concepção. Fundamenta-se a utilização desse procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos e apresentam-se as etapas da sua execução. Sugerem-se indicações para aplicação desse recurso em pesquisas no campo da saúde pública.

Palavras-chave: Pesquisa, métodos. Projeto de pesquisa. Saúde pública.

2. Abstract

Exploratory research is proposed as a methodological procedure for a qualitative approach. The main purpose of this procedure is that of helping the researcher to develop a measurement tool which reflects reality. Both exploratory research conceptions, the traditional and the new one are discussed. The application of this methodological procedure to the study of human factors is recommended and the implementation stages are presented. Some applications for research in public health are suggested.

Keywords: Research, methods. Research design. Public health.

3. Introdução

Para a realização de ações de saúde pública que dependem do comportamento das pessoas a que se destinam, torna-se de extrema importância conhecer previamente as maneiras de agir, sentir e pensar da comunidade-alvo dessas ações e o contexto onde se insere essa comunidade12.

Se a população pensar que Deus é quem manda a doença, portanto, contra tal desígnio nada há a fazer, ou, que a pessoa se cura somente pela vontade de Deus, quais as ações preventivas a realizar ou, que mensagens teriam efeito?

As crenças populares, em geral, são fortemente arraigadas e de difícil mudança. Assim, a argumentação técnica a ser utilizada em trabalho dessa natureza deve ser elaborada com base no conhecimento dessas variáveis e na linguagem popular, ao invés da linguagem científica7.

Considera-se, portanto, ser tarefa da equipe de saúde a identificação do repertório de conhecimentos e vocábulos comumente empregados pelas pessoas da comunidade. Este constitui o primeiro passo para uma comunicação eficiente.

A experiência tem mostrado que nem sempre o fácil acesso a serviços educativo-assistenciais assegura, por si só, um nível de saúde satisfatório de uma população. Influências restritivas interferem na tomada de decisões e na execução de ações de saúde, decorrentes de fatores psicossocioculturais. A importância que as pessoas conferem a sua saúde e aos cuidados para preservá-la depende, em especial, de padrões socioeconômicos, de conhecimentos, hábitos, atitudes e crenças aprendidos culturalmente11.

As experiências de vida, ao lado do ensino formal, concorrem para a construção de conhecimentos, crenças, atitudes, valores, emoções e motivações, componentes importantes a condicionarem a percepção dos indivíduos acerca de fenômenos biológicos, psíquicos e sócio-ambientais. Assim, a percepção constitui experiência sensorial que adquire significado à luz dessas influências7.

Em geral, variáveis relativas à conduta em saúde e seus determinantes oferecem maiores dificuldades metodológicas para sua identificação, compreensão e mensuração.

Ao se pretender realizar pesquisa sobre fatores humanos, recomenda-se o estudo prévio da realidade, na fase de planejamento da pesquisa, com a finalidade principal de elaborar um instrumento baseado nas experiências reais dos sujeitos, no seu vocabulário e ambiente de vida13.

Esse procedimento metodológico, denominado pesquisa exploratória, apresenta natureza qualitativa e contextual.

O objetivo central do presente trabalho consiste em fundamentar e discutir esse recurso metodológico, com a finalidade de facilitar a sua aplicação às pesquisas científicas de variáveis referentes a conduta e seus determinantes, no campo da saúde pública.

4. A Expressão "Pesquisa Exploratória"

Inicialmente, cabe distinguir os termos pesquisa exploratória e estudo-piloto (ou pesquisa-piloto).

Piloto, como adjetivo, é "uma realização em dimensões reduzidas, para experimentação ou melhor adaptação de certos processos tecnológicos: ensino-piloto, projeto-piloto, laboratório-piloto"* ; ou, no dizer de Aurélio, piloto é o "que serve de modelo e/ou campo de experimentação para métodos ou processos inovadores: "usina-piloto"**. Em Webster***, dois conceitos podem ser destacados desse adjetivo:

- "that serves as a guide on guiding device"

- "that serves as a trial unit on a small scale for experimentation or in testing"

Nesse sentido, os termos pesquisa e piloto se repelem, embora, vez por outra, encontre-se a expressão estudo-piloto; neste caso, o termo estudo seria sinônimo de pesquisa.

Quanto ao conceito de pesquisa exploratória, da forma como é tradicionalmente entendida, quem melhor o descreve é Theodorson e Theodorson14.

"Exploratory study. A preliminary study the major purpose of which is to become familiar with a phenomenon that is to investigate, so that the major study to follow may be designed with greater understanding and precision. The exploratory study (which may use any of a variety of techniques, usually with a small sample) permits the investigator to define his research problem and formulate his hypothesis more accurately. It also enables him to choose the most suitable techniques for his research and to decide on the questions most in need of emphasis and detailed investigation, and it may alert him to potential difficulties, sensitivities, and areas of resistance."

São relativamente raros os textos de metodologia científica que têm considerações sobre o citado termo. Menos freqüentes, ainda, são as menções sobre pesquisas exploratórias realizadas como recurso adicional da pesquisa principal.

Dos vários textos que versam sobre esse assunto, destacam-se alguns, a seguir.

Polit e Hungler8 dizem, sobre o termo "exploratory research": "A preliminary study designed to develop or refine hypothesis, or to test and define the data collection methods". "Exploratory study is an extension of descriptive research."

Detalhando mais, dizem:

"Researchers may engage in exploratory research f or two basic reasons. First, the investigator may be simple curious and desire a richer understanding of the phenomenon of interest than a straight forward descriptive study could provide. This reason is particularly salient when a new area or topic is being investigated, for which no satisfactory theory can be identified. Second, exploratory studies are sometimes conducted to estimate the feasibility and cost of undertaking a more rigorous or extensive research project on the same topic. When large-scale studies are antecipated, it is usually wise to explore potential difficulties with a smaller version of the study."

Outro texto que versa sobre o assunto é o editado por Babbie1, que assim se expressa:


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.