Absenteísmo nas organizações: O caso da Saúde Excelsior Ltda

Enviado por Andre Dos Anjos


  1. Introdução
  2. O absenteísmo nas organizações
  3. Absenteísmo na empresa saude excelsior
  4. Considerações finais
  5. Referências bibliográficas
  6. Anexos

INTRODUÇÃO

Neste trabalho pretende-se diagnosticar o absenteísmo no setor de contas médicas da saúde excelsior. O ausentismo ou absenteísmo causa bastante preocupação do ponto de vista prático e situacional na organização, em virtude da sobrecarga de trabalho para os demais presentes. Isto posto, iremos abordar as causas e fatores do absenteísmo das pessoas; como e porque elas necessitam fazer isso e, sobretudo, verificar as ocorrências, priorizando hábitos comportamentais dos indivíduos face à quantidade de falta ao trabalho, postulando medidas tanto em benefício da empresa quanto de seus funcionários para diminuir as constantes absências na instituição.

Devido às constantes ausências em algumas empresas por parte de funcionários, surgiu a necessidade de investigação sobre o absenteísmo nas organizações empresariais, pois o capital humano constitui fator imprescindível neste meio.

Na instituição em que trabalho, por exemplo, é grande o volume de documentos a serem digitados e analisados com prazos a serem cumpridos. Temos colaboradores que se ausentam por tendinite, dores de coluna, cefaleia e outras doenças. Por isso, ao longo dessa pesquisa, uni minha experiência de 20 anos em plano de saúde, ao meu aprendizado de graduação no curso em Administração, a partir da teoria estudada para apresentar um trabalho de qualidade agregando valor à empresa.

Sendo assim, o absenteísmo é considerado o tempo que o empregador paga pelas atividades produtivas, mas que o empregado não se encontra na empresa por alguns motivos como causas sociais, doenças e desvios de comportamento e até conflitos internos. A ausência de funcionários na organização é preocupante porque além da falta, ocorrem também casos de atraso.

Conhecer claramente os motivos que levam os trabalhadores a se ausentarem do trabalho é muito importante para os chefes e colegas, para que medidas sejam tomadas visando diminuir os altos índices de absenteísmo no setor de contas médicas da Saúde Excelsior.

O fator humano, hoje em dia, é imprescindível nas empresas que trabalham com prazos e o não cumprimento destes acarreta em custos adicionais, porque funcionários presentes ficam sobrecarregados para manter as condições normais de funcionamento na empresa. Quando ocorre esse problema, a empresa por causa dos absenteístas, força o repasse de tarefas de um empregado a outrem.

Este trabalho tem como objetivo geral diagnosticar as causas do absenteísmo no Setor de contas médicas da empresa Saúde Excelsior e, como objetivos específicos: estudar o absenteísmo a luz de alguns autores; pesquisar no setor de contas médicas as causas do absenteísmo, através de entrevistas escritas; e, propor medidas que possibilitem diminuir o absenteísmo, com redução de custo para a empresa pesquisada e melhor qualidade de vida para o profissional.

Para o desenvolvimento desta pesquisa, utilizarei a técnica survey baseada na realização avaliativa sobre a percepção de 58 funcionários sobre o absenteísmo no setor de contas médicas da empresa em questão, aplicando um questionário de nove perguntas objetivas relativas à caracterização do ambiente de trabalho e suas ausências pessoais.

Para a análise quali-quantitativa deste estudo as respostas foram sistematizadas e representadas em gráficos, agrupando-se as expressões similares, registrando-se todas as respostas.

Para tanto, dividirei o trabalho em dois capítulos: no primeiro abordei o conceito e as causas do absenteísmo e, no segundo, fiz uma análise dos questionários respondidos pelos funcionários da empresa, especificamente do setor de contas médicas e, por fim teci as considerações finais, trazendo um apanhado de todo o trabalho monográfico.

1 - O ABSENTEÍSMO NAS ORGANIZAÇÕES

1.1 Conceito de absenteísmo

De todos os conceitos sobre absenteísmo o que melhor o exemplifica é baseado no conceito de Deczka e Traebert apud Chiavenato (1994, p. 12) de que o absenteísmo, absentismo ou ausentismo corresponde à soma dos períodos em que os empregados da organização se encontram ausentes e estas ausências não são motivadas por desemprego, doença prolongada ou licença legal.

Para Ribeiro (2005, p. 14), o absenteísmo é a ausência no trabalho por qualquer que seja o motivo. Milkovich e Boudreau (2000, p. 22), definem o absenteísmo como sendo a frequência e/ou duração de tempo em que um empregado não vem trabalhar.

Para Marras (2000, p. 57), absenteísmo é o montante de faltas no trabalho, assim como, atrasos e saídas antecipadas acontecidas durante um determinado período. Dependem de fatores intrínsecos e extrínsecos ao trabalho, que podem ser doenças, acidentes, responsabilidades familiares e problemas com transportes.


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.