A criação do homem



  1. Introdução
  2. A criação do homem
  3. A natureza original do homem
  4. A perda do estado original humano pelo pecado
  5. Conclusão
  6. Referências bibliográficas

Quando nos propusemos a fazer um determinado trabalho pela primeira vez tudo se torna uma dúvida: como, onde, por que, de qual maneira, enfim tantas outras perguntas passam a fazer parte dos nossos dias e das nossas noites. Felizmente para a realização deste estudo eu pude contar com uma pessoa com capacidade sobrenatural e paciência para responder a todas estas perguntas e muitas outras. Por isso eu gostaria de agradecer em primeiro lugar a Deus e Pai, e ao meu mestre e amigo, o Espírito Santo de Deus pela iluminação e prestante orientação na elaboração deste estudo. Agradeço à minha Esposa Kelly e minha filha Iris, que souberam compreender a ausência do meu carinho em alguns momentos por ficar durante muitas horas para que este trabalho pudesse ser concluído. A todas as pessoas que de uma forma ou outra contribuíram para a realização deste trabalho.

"Se você crê somente no que gosta do evangelho e rejeita o que não gosta, não é no evangelho que você crê, mas, sim, em si mesmo".

Agostinho

Através de inúmeras evidências bíblicas, constata-se que o homem foi criado por Deus e que não sofreu um processo evolutivo em relação a sua forma e estrutura. No início, Deus criou o homem à sua imagem e semelhança e deu-lhe o domínio sobre todas as criaturas da Terra. Deus criou o homem com uma natureza divina para viver em Sua comunhão. O homem foi criado para ser o reflexo de Deus na terra. O seu corpo foi feito para transportar o verdadeiro ser espiritual em total harmonia com Deus, e contactá-lo com o mundo material que Deus mesmo preparou. Este trabalho tem como objetivo explicar a verdadeira natureza do homem em sua essência e espírito, como também ele perdeu esta condição para viver a condição atual. Palavras chaves: A Criação do Homem, A Natureza Divina do Homem, Deus e o Homem.

INTRODUÇAO:

Em Gênesis 1:25- 26-27, diz que após ter criado dos os seres vivos, ervas e feras, Deus fez o homem à sua imagem e semelhança, para dominar sobre todas as espécies da Terra. Deus, então, terminando Seu trabalho, deu um "toque pessoal". Formou o homem do pó e deu a ele vida, compartilhando de Seu próprio fôlego (Gênesis 2:7). Desta forma, o homem é único dentre toda a criação de Deus, tendo tanto uma parte material (corpo) como uma imaterial (alma/espírito). Sendo Adão o Plenitude da criação. A ter a "imagem" e "semelhança" de Deus. O que significa dizer: Que fomos feitos para sermos como Deus em suas características como a bondade o amor, compaixão. O homem Adão não se pareceu com Deus no significado de que Deus tivesse carne e sangue. As Escrituras dizem que "Deus é espírito" (João 4:24), portanto, Deus existe sem um corpo. Porém, o corpo de Adão espelhou a vida de Deus, a ponto de ter sido criado em perfeita saúde e não ser sujeito à morte. Quando Deus criou o homem à Sua imagem, ele se refere à parte imaterial do homem. Ela separa o homem do mundo animal, e o encaixa na "dominação" que Deus pretendeu (Gênesis 1:28), e o capacita a ter comunhão com seu Criador. É uma semelhança mental, moral e social. Deus criou o homem para ser racional e poder escolher aquilo que quer. Porém, o homem foi criado com uma justiça e uma inocência perfeita, sendo um reflexo da santidade de Deus. Depois Deus viu que tudo que tinha feito era "muito bom" (Gênesis 1:31). Nossa consciência é uma parte do estado original. Todas as vezes que alguém escreve uma lei, volta atrás em relação ao mal, louva o bom comportamento ou se sente culpado, esse alguém está confirmando o fato de que somos feitos à própria imagem de Deus. O estado original do homem foi para a comunhão, refletindo a natureza tri una de Deus e Seu amor. No Jardim do Éden, o homem se relacionou primeiramente com Deus (Gênesis 3:8), e a primeira mulher foi feita por Deus porque "não é bom que o homem esteja só" (Gênesis 2:18). Todas as vezes que alguém escolhe uma esposa e se casa, faz um amigo, abraça uma criança ou vai à igreja, esta pessoa está demonstrando o fato de que somos feitos à semelhança de Deus. Adão tinha a capacidade de tomar decisões livres. Isto o levou a tomar uma má escolha, se rebelando contra o seu Criador, apesar de ter sido dada a ele uma natureza reta. Com este feito, Adão estragou a imagem de Deus dentro de si, passando adiante esta semelhança danificada a todos os seus filhos, incluindo a nós (Romanos 5:12). Hoje, ainda trazemos conosco a imagem de Deus (Tiago 3:9), mas também trazemos as cicatrizes do pecado. Mentalmente, moralmente, socialmente e fisicamente, mostramos os efeitos. Porém, o que temos de mais significante, é que quando Deus redime uma pessoa, Ele começa a restaurar a imagem original de Deus, criando "o novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade" (Efésios 4:24 e Colossenses 3:10).

2. A CRIAÇAO DO HOMEM


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.