Criminalidade em Luanda: estudo sobre as opiniões dos factores psicossociais como influência da prática do crime no Bairro Rocha Pinto



  1. Resumo
  2. Introdução
  3. Objectivos da investigação
  4. Estrutura do trabalho
  5. Fundamentação teórica da investigação.
  6. Análise de alguns factores psicossociais associados à prática do crime
  7. Análise, discussão e interpretação dos resultados
  8. Conclusões
  9. Referências bibliográficas

Resumo

O trabalho teve como objectivo explorar as ideias que os adolescentes atribuem a influência dos factores psicossociais à prática do crime, assim como, efectuar a análise lexical, determinar o vocabulário e realizar a analise temática e categorial da entrevista com os adolescentes. O mesmo teve como referencial teórico a Teoria da Rotulagem, a Teoria da Desorganização Social e a Teoria da Anomia, – e participaram do estudo adolescentes do sexo masculino com idades compreendidas entre os dezasseis e dezoito anos. Utilizou-se neste estudo a abordagem qualitativa, amostra por casos múltiplos, a técnica de entrevista e a análise de conteúdo, e como instrumento de recolha de dados o guião de entrevista. Foi aplicada aos participantes uma entrevista semi-estruturada, cujos dados foram submetidos à analise de conteúdo através do pacote informático Nvivo 10, onde emergiram as categorias: sociedade, crimes, regras e delinquentes. Concluímos que, os factores psicossociais influenciam à prática do crime numa sociedade. Portanto, é necessário que os indivíduos cumpram com as regras estabelecidas na sociedade para ajudar no seu desenvolvimento e a regulamentar as acções que visam desestabilizar a convivência social.

Palavras-Chave: factores psicossociais, desorganização social, regras, crimes e delinquentes.

Abstract

The purpose of this study was to explore the ideas that adolescents attribute to the influence of psychosocial factors on the practice of crime, as well as to perform the lexical analysis, determine the vocabulary and perform the thematic and categorical analysis of the interview with adolescents. The same had as theoretical reference the Theory of Labeling, Theory of Social Disorganization and the Theory of Anomia, - and participated in the study adolescent males between the ages of sixteen and eighteen. The qualitative approach, multiple case sample, interview technique and content analysis were used in this study, and as a data collection tool the interview script. A semi-structured interview was applied to the participants, whose data were submitted to content analysis through the Nvivo 10 software package, where the following categories emerged: society, crimes, rules and delinquents. We conclude that psychosocial factors influence the practice of crime in a society. Therefore, it is necessary for individuals to comply with established rules in society to assist in their development and to regulate actions aimed at destabilizing social coexistence.

Key-words: psychosocial factors, social disorganization, rules, crimes and delinquents.

Introdução

A criminalidade existe desde a antiguidade, sendo o homem um ser sociável tem o direito de respeitar e fazer respeitar as regras de convivência social para o bem-estar da sociedade e de todos os seus membros; dado facto, sempre existiu pessoas que infringiram as regras pré-estabelecidas pela a sociedade por essa razão foram vistos ou rotulados como desviados, marginais e criminosos, submetidos à castigos.

A criminalidade representa um sério problema para a sociedade, com repercussões de ordem física, psicológica, emocional e outras por parte das vítimas e dos autores dos actos criminais.

O crime é produzido em qualquer sociedade, seja ela de alta, média ou baixa quanto ao desenvolvimento socioeconómico; não existe qualquer sociedade isenta da criminalidade, pois, o que muda é apenas como actuam os seus autores.

Os crimes vão desde roubos, homicídio, estupro, violência domestica, agressão física e psicológica, etc., estes actos constituem actualmente problemas que vitimizam muita gente independentemente da faixa-etária, razão pela qual tem sido divulgada nos meios de difusão massiva, denúncias às autoridades policiais sobre à prática do crime.

A problemática sobre a influência dos factores psicossociais à prática do crime tem suscitado muitos debates e destaques na actualidade, a partir dos meios de comunicação tais como: imprensa nacional e internacional (rádios, televisão, jornais) e redes sociais; na Assembleia Nacional e demais entidades governamentais; e, nas famílias para alertar a sociedade, com o objectivo de mobilizar os populares para o combater e a prevenção da prática dos crimes, visto que, tornou-se, também, numa das grandes prioridades do executivo angolano.

Considera-se relevante estudar este tema, porque pode oferecer exemplo elucidativo sobre a nossa realidade social luandense, assim como, ajudar a resolver o problema da prática dos crimes através dos conhecimentos sobre como os factores psicossociais influenciam à prática dos crimes; e por outra, podemos dizer que o presente estudo é importante devido a sua conotação social e académica.


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.