Educação, ensino e instrução: o que significam estas palavras



  1. Resumo
  2. Definição de palavras, termos, categorias e objeto de estudo
  3. Problemas da terminologia em Didática
  4. O que é Educação num contexto didático e num contexto Pedagógico?
  5. O que é Instrução?
  6. O Ensino como objeto de estudo da didática
  7. Conclusão
  8. Referencia

Resumo

Aqui se destaca a importância da terminologia para o desenvolvimento da ciência Didática. Se especifica as diferencias entre palavras, termos, categorias e do objeto de estudo. Enfatiza-se na distinção de educação, ensino e instrução e sua relação com a ciência do ensino. O trabalho aponta sobre um debate enquanto a uma falsa unidade dialética entre educação e ensino.

Palavras Chaves: educação, ensino, instrução, termos, categoria, didática.

Definição de palavras, termos, categorias e objeto de estudo

Vamos iniciar estas reflexões com a necessária distinção entre o que é um objeto de estudo, ou uma categoria, ou um termo e/ou uma simples palavra. O que nós denominamos como língua, é constituído por todo um sistema de sistemas, como diria o suíço F. de Saussure. Esse sistema de comunicação humana de uma determinada sociedade é constituído por unidades lingüísticas básicas que se denominam palavras. Portanto, todo texto produzido por essa comunidade é construído com a utilização, segundo as regras gramaticais, pelas palavras que conformam o vocabulário dessa língua. Comunicamos-nos utilizando as palavras em ordem lineal, predeterminadas, pela sintaxe da língua. Utilizamos diversas palavras para expressar uma mesma idéia ou noção. Por isso a existência da sinonímia, na língua do dia-a-dia. São sinônimas as palavras aluno, estudante, escolar etc, pois denominam uma pessoa que freqüenta a escola. Isso é factível, já que na função comunicativa da linguagem, que eu prefiro denominar função interacional, o que importa é a transmissão da mensagem como um todo semântico.

Já quando se utiliza a Língua Científica, a função da linguagem que predomina é a gnosiológica, por tanto, a situação se restringe à utilização das palavras em dependência da área de conhecimento em questão. Para a comunicação científica se faz necessário, para evitar ambigüidades, utilizar "palavras" criadas pelos cientistas, para poder estabelecer uma comunicação com os menores obstáculos no seu entendimento. Essas palavras que pertencem a uma determinada ciência se denominam termos e seu conjunto conforma a terminologia dessa ciência em particular.

Por exemplo: para o que as pessoas comumente denominam de dor de cabeça, o médico utiliza um termo específico das ciências médicas, cefaléia. Assim, se pode dizer que todos os termos são palavras, mas nem toda palavra é um termo. No caso da Didática, discente, docente, aula, aprendência, instrução, treinamento são exemplos de termos que conformam parte da terminologia didática. Para a sociedade, como um todo, as palavras contrato e convênio são sinônimas, por referir aos acordos estabelecidos entre duas ou mais partes. Não obstante, como termos das ciências jurídicas, valoradas como termos jurídicos em si, são diferentes. O mais importante nas palavras utilizadas no dia-a-dia reside na conotação do que se expressa com essas palavras, enquanto se utiliza um termo o mais relevante é sua denotação, e não sua conotação.

Por outro lado do mesmo assunto, dentro do conjunto de termos, a terminologia de uma determinada ciência, tem termos, mas importantes e de uma maior generalização que outros. Daí, que aqueles termos que conformam a base fundamental de uma ciência se denominam categorias dessa ciência. Diríamos, em um linguajar, menos técnico, são as palavras chaves de uma determinada ciência.

Por tanto, para ir resumindo em parte, o que foi colocado até aqui. Poderíamos dizer que toda categoria é um termo, mas nem todo termo é categoria. Também, que todo termo é uma palavra, mas nem toda palavra é termo. Toda ciência tem um sistema de palavras que constituem as pedras ou o alicerce de sua construção, de seu sistema de conhecimento. Esse sistema é denominado como categorias dessa ciência. Ainda a ciência não se constrói com dogmas, é bom desde uma perspectiva didática e para melhor entender, dizer que geralmente são em media umas quatro a oito "palavras chaves" as que constituem o sistema de categorias de uma ciência em particular. Já o sistema de termos, ou melhor, terminologia de uma ciência é um conjunto mais abrangente de palavras que se utilizam para poder explicarem as particularidades das essências e fenômenos da ciência em questão.


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.