Educacao de Jovens e Adultos



Educação de Jovens e Adultos: A Formação do Processo Prático-Educativo e sua importância no ensino-aprendizagem

RESUMO

Constitui nosso interesse neste trabalho abordar A Formação do Processo-Prático Educativo e sua importância no ensino-aprendizagem de Jovens e Adultos como forma de compreender teórica e empiricamente as metodologias e recursos didáticos utilizados na EJA, visando a atender o princípio da adequação destes à realidade cultural e subjetiva dos jovens e adultos. Objetivamos analisar as práticas educativas e pedagógicas na Educação de Jovens e Adultos buscando compreender suas especificidades. O presente estudo tem como referenciais metodológicos, a pesquisa bibliográfica. A pesquisa bibliográfica dessa monografia consiste no estudo das teorias de Freire em Educação e Mudança (1979), Fuck em Alfabetização de Adultos (1994), Ferreiro em Reflexões sobre alfabetização (2001), entre outros, possibilitando, assim, um conhecimento teórico que servirá como alicerce para a fundamentação de conceitos que envolvam a prática educativa de jovens e adultos. Diante dos percalços da Educação de Jovens e Adultos, observa-se que falta uma visão clara sobre os impactos da redução dos limites etários legais. De qualquer modo, a falta de relativa atratividade da EJA reitera a preocupação com a sua qualidade e capacidade de democratização. Conforme a perspectiva sociológica do conflito, pode tratar-se de escolarização pobre para alunos pobres, resultando e reforçando as disparidades sociais, nos termos da análise sociológica. Pode também ser um caso de estigmatização de uma modalidade educacional, em virtude do status socioeconômico dos alunos que a frequentam.

Palavras-chave: educação de jovens e adultos; alfabetização; ensino-aprendizagem.

ABSTRACT

It constitutes our interest in this work to approach the Formation of Educative Process-Practical and its importance in Adult the Young teach-learning of e as form to understand theoretician empirically and the methodologies and didactic resources used in the EJA, aiming at to take care of the beginning of the adequacy of these to adult young the cultural and subjective reality of the e. We objectify to analyze practical educative and the pedagogical ones in Adult the Young Education of e being searched to understand its specific. The present study it has as reference methodologics, the bibliographical research. The bibliographical research of this monograph consists of the study of the theories of Freire in Education and Change (1979), Fuck in Alfabetization of Adults (1994), Blacksmith in Reflections on alfabetization (2001), among others, making possible, thus, a theoretical knowledge that will serve as foundation for the recital of adult practical educative of the young ones concepts that involve e. Ahead of the profits of the Education of Young e Adult, it is observed that it lacks a clear vision on the impacts of the reduction of the cool band limits. In any way, the lack of relative attractiveness of the EJA reiterates the concern with its quality and capacity of democratization. As the sociological perspective of the conflict, can be about poor escolarization for poor pupils, resulting and strengthening the social dissimilarity, in the terms of the sociological analysis. It can also be a case of estigmatization of an educational modality, in virtue of the socialeconomic status of the pupils who they frequentam.

Key-words: young education of e adult; alfabetization; teach-learning.

  • INTRODUÇÃO

    Constitui nosso interesse neste trabalho abordar A Formação do Processo-Prático Educativo e sua importância no ensino-aprendizagem de Jovens e Adultos como forma de compreender teórica e empiricamente as metodologias e recursos didáticos utilizados na EJA, visando a atender o princípio da adequação destes à realidade cultural e subjetiva dos jovens e adultos. Atendendo esse princípio, as propostas metodológicas da EJA devem ser diferenciadas das turmas de 1 série nível 1 e nível 2 do 1º segmento do Ensino Fundamental, considerando que os jovens e adultos têm uma realidade cultural e um nível de subjetividade bastante diferentes em relação às crianças, sendo necessária, então, a adequação das metodologias empregadas nessa modalidade de ensino.

  • Este trabalho tem ainda, a finalidade em contribuir para um repensar do educador atuante nas classes de EJA, fazendo o mesmo refletir sobre sua prática pedagógica, especialmente como formador de cidadãos cônscios de seu papel na sociedade. Também pretende, na medida em que analisa profundamente o material utilizado, servir de subsídio a um repensar dessa escolha, relacionando-a aos objetivos da EJA previstos na legislação e no pensamento pedagógico vigente.

    O interesse pelo tema em questão surgiu a partir do contato com a turma de Educação de Jovens e Adultos, da Escola Estadual São Miguel, à qual estagiei. Por isso, ao longo dessa pesquisa, pretende-se conhecer e analisar os métodos e práticas aplicadas na EJA, por alguns autores que trabalham nessas linhas de pesquisa.

    Buscando estabelecer relações entre as questões teórico-filosóficas e a prática pedagógica, procura-se elencar alguns aspectos que se julgam necessários no processo de construção do conhecimento, na perpectiva de uma educação libertadora.

    Segundo Vygotsky (2003), a aprendizagem resulta da interação entre as estruturas do pensamento e o contexto social, num processo de construção e reconstrução pela ação do sujeito sobre o objeto a ser conhecido. Para ocorrer a aprendizagem seria necessário o enfrentamento de situações desafiadoras que propiciem ao aluno chegar a patamares mais elaborados de conhecimento, necessitando da intervenção de outros sujeitos.

    Nesse sentido, verificamos que a construção do conhecimento não acontece de maneira linear, constituindo-se em importantes etapas deste processo os momentos de dúvidas e os erros cometidos desde que utilizados para se chegar à sistemática produtiva de estágios superiores de desenvolvimento.

    O conhecimento é adquirido através da interação social. Ele é constituído a partir da relação do indivíduo com o meio social, considerando as experiências de vida, os valores, as crenças, ou seja, a cultura do alfabetizando. Freire (1987) entende que uma aprendizagem significativa se dará a partir de um processo que proporcione uma análise crítica da prática social dos homens, contribuindo para que estes repensem a forma de atuar no mundo.

    O aspecto social da aprendizagem diz respeito aos valores e aspirações coletivas, bem como a dimensão política da educação. A intervenção pedagógica pode ter um amplo alcance, requerendo responsabilidade e compromisso por parte dos educadores. Para Paulo Freire educar é um ato político, é um ato de criação e recriação, sendo, portanto, impossível falar em educação neutra. O diálogo aparece como fundamento da contrução do sujeito, como mecanismo de compreesão da estrutura social, de conscientização e de transformação.

    A educação é também um ato coletivo e solidário e nunca se dá isoladamente. "Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo"(FREIRE, 1987, p. 13).

     

Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.