Motivação: por que estímulos semelhantes causam efeitos diferentes?



Partes: 1, 2, 3
  1. Resumo
  2. Introdução
  3. Evolução dos estudos motivacionais
  4. Principais teorias
  5. A motivação nas organizações
  6. Considerações finais
  7. Referências bibliográficas

Artigo científico apresentado no Curso de Especialização em Gestão de Pessoas, da União Educacional de Minas Gerais - Uniminas, como exigência parcial para obtenção do título de Especialista em Gestão de Pessoas, sob a orientação da Profª. Claudiane Tavares.

RESUMO

Preocupadas com o nível de motivação de seus colaboradores, as empresas começam a despertar para a necessidade de se investir cada vez mais em pesquisas de clima organizacional, cursos motivacionais, dinâmicas de grupo, palestras e toda sorte de recursos que possam estimulá-los a permanecer motivados e assim encontrar simultaneamente a realização pessoal e profissional, podendo, desta forma, extrair o máximo de cada um deles. Elas sabem que, na atualidade, de nada adianta estratégia, tecnologia ou idéias inovadoras sem profissionais motivados. Porém, a questão é descobrir por que alguns se sentem altamente motivados para realizar determinadas tarefas que a outros parecem enfadonhas e desinteressantes.

As teorias sobre motivação são diversas e não basta ás empresas somente escolher entre elas uma capaz de motivar seus colaboradores, pois os indivíduos são motivados de diferentes maneiras, conforme suas necessidades e seus valores sociais. Tentar entender essas necessidades e esses valores é o grande desafio apresentado ás empresas.

As experiências de cada indivíduo, seus sonhos, sua visão de mundo, interferem no modo como reagem aos estímulos motivacionais. Isso faz com que pessoas com experiências de vida diferentes reajam de maneira diferente aos mesmos estímulos. Da mesma maneira que as experiências de vida influenciam a reação dos indivíduos, também as necessidades das organizações, das comunidades, das transformações tecnológicas e do exercício da cidadania têm a sua importância na maneira como percebem os estímulos motivacionais que lhe são apresentados.

Com o objetivo apontar as principais teorias motivacionais e tentar responder por que estímulos semelhantes causam mais efeito em algumas pessoas do que em outras, este trabalho se valeu do método dedutivo, que partindo das teorias e leis prediz a ocorrência dos fenômenos particulares. Como métodos de procedimentos foram utilizados os métodos histórico, comparativo e estruturalista.

Palavras-chave:   Motivação.   Gestão de Pessoas.   Administração.

Partes: 1, 2, 3

Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.