Germinação de sementes de dyckia cf. espiritosantensis



  1. Resumo
  2. Introdução
  3. Referencial teórico
  4. Material e métodos
  5. Resultados e discussão
  6. Conclusões
  7. Referências bibliográficas

"O preço do sucesso é trabalho duro, dedicação à tarefa do momento e a determinação de dar o máximo de si sempre, tanto nas vitórias como nas derrotas"

Vince Lombardi

RESUMO

Espécie rupícola da família Bromeliaceae (Dyckia cf. espiritosantensis) ocorre naturalmente na vegetação de Cerrado do Parque Estadual da Serra Azul em Barra do Garças-MT. O presente trabalho teve como objetivo estudar o comportamento germinativo das sementes da espécie em diferentes temperaturas, na presença e ausência de luz e após o processo de envelhecimento acelerado. Para tal, sementes de D. cf. espiritosantensis foram coletadas a partir de uma população natural e armazenadas em recipientes plásticos à temperatura ambiente, durante 14 meses. Para a realização de todos os testes foram selecionadas sementes intactas, as quais foram dispostas para germinar em caixas plásticas tipo Gerbox® sobre papel mata-borrão, previamente esterilizado em autoclave. A comparação entre tratamentos na estatística paramétrica foi realizada pelo teste de Scott-Knott, e na estatística não-paramétrica pelo teste U de Mann-Whitney, em ambos a 5% de probabilidade. Com os resultados obtidos foi possível afirmar que o teste de germinação de D. cf. espiritosantensis realizado na temperatura constante de 30°C pode ser encerrado no vigésimo dia após a instalação do experimento. O tratamento em temperaturas alternadas de 25/15°C obteve o maior índice de germinação, porém foi o mais lento dentre as temperaturas testadas e a menor germinação foi obtida a 40°C, entretanto não foi possível estabelecer temperatura ótima para germinação. As sementes de D. cf. espiritosantensis mostraram-se indiferentes a luz para a germinação e perderam vigor no teste de envelhecimento acelerado, quando comparadas ao controle. No entanto, as sementes que foram expostas a umidade apresentaram um início de germinação mais precoce.

Palavras-chave: Cerrado, tecnologia de sementes, bromélias, qualidade fisiológica

ABSTRACT

Dyckia cf. espiritosantensis is a rupicolous species of the Bromeliaceae family and naturally occurs in the Cerrado (tropical savanna ecorregion) vegetation of The Serra Azul State Park, Barra do Garças, Mato Grosso, Brazil. This study aimed to investigate the seed germination behavior of this species in alternating temperatures, in absence and presence of light, and after the accelerated aging test. For these experiments, seeds of D. cf. espiritosantensis were collected from natural stands, stored in plastic containers and kept at room temperature for 14 months. All the tests were performed utilizing Gearbox® type plastic boxes and autoclaved blotting papers. The Scott-Knott (parametric statistics) and the Mann-Whitney U (nonparametric statistics) tests were used to compare treatments, both significant at 5% of probability. According to the results, the seed germination test performed at 30 degrees Celsius could be finished twenty days after the experiment installation. The treatment with alternating temperatures of 25 degrees and 15 degrees Celsius had the higher germination rating, but had the lower germination speed; and the treatment at 40 degrees Celsius had the lower germination rating among the treatments tested. Because of these results it was not possible to establish the optimal temperature for seed germination. For the germination process, seeds of D. cf. espiritosantensis were indifferent to the light. It was found that the seeds submitted to the accelerated aging test lost vigor, when compared to those that were not submitted to this test. On the other hand, seeds that were exposed to moisture started the germination process earlier than the seeds that were not exposed.

Keywords: Seed technology, bromeliads, physiological seed quality, tropical savanna

1. INTRODUÇAO

 

A família Bromeliaceae apresenta cerca de 3.000 espécies divididas em 58 gêneros (LUTHER, 2008). Muitas espécies de bromélias possuem interesse comercial devido principalmente à rusticidade e às características ornamentais. São plantas oriundas exclusivamente do continente americano, sendo apenas uma espécie descrita como de origem africana. Podem ser encontradas no Brasil mais da metade das espécies catalogadas (PAULA; SILVA, 2004). Bromélias são importantes para a comunidade como um todo, principalmente pela capacidade de armazenar água em sua roseta fechada, o que as torna elementos importantes para a ampliação da diversidade do hábitat. Por esta característica, diversas espécies animais utilizam a água contida no tanque das bromélias para alimentação, reprodução e refúgio contra predadores (ROCHA et al., 1997).


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.