A influência da nutrição no desenvolvimento cognitivo da criança e a educação pré–escolar



Partes: 1, 2, 3, 4
  1. Resumo
  2. Introdução
  3. Fundamentação teórica
  4. Metodologia e procedimentos
  5. Apresentação e análise dos resultados
  6. Recomendações
  7. Conclusões
  8. Anexos
  9. Bibliografia

RESUMO

A Influência da nutrição é uma problemática actualizada na realidade educativa pré-escolar do mundo. Existe uma relação estreita entre a influência da nutrição e o desenvolvimento cognitivo na etapa pré-escolar. É na base desse alicerce que os autores desta investigação fizeram a escolha do Tema: "A INFLUÊNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO DA CRIANÇA E A EDUCAÇÃO PRÉ –ESCOLAR".

Para determinar e conhecer como se desenvolve esta problemática durante o trabalho investigativo, aplicam-se como métodos: a Observação, a Análise dos documentos, Entrevista, Adaptação do teste de forma, Critérios de especialista para Avaliação nutricional e o Tratamento Estatístico dos dados, Análise percentual; e como Amostra foram tomadas 10 crianças da população. O trabalho culmina com uma proposta metodológica das crianças de dois grupos divididos em experimento, composto por cinco crianças: duas crianças de três anos, uma de quatro e duas de cinco anos de idade e, sistematicamente acompanhados pelo Centro Nutricional do bairro da Chiva zona-B, com uma dieta de L.O.A(Leite, Óleo e Açúcar;) e Premix(Soja, Fuba de milho, Açúcar e Óleo) "alimento especializado" do P.A.M e UNICEF. E o grupo de controlo, sucessivamente, também composto por duas crianças de três anos, uma de quatro e duas de cinco anos de idade, acompanhados no seio familiar com uma dieta costumeira. Como resultado, a aprendizagem das crianças, será mais desenvolvida cognitivamente e de maior qualidade, nas crianças do grupo de experimento acompanhadas no Centro Nutricional devido ao cumprimento do horário de vida, as medidas de alimento estabelecido por kilogramas diárias, pelos especialistas. Ao contrário do grupo acompanhado no seio familiar. Isto comprova que a nutrição influi no desenvolvimento cognitivo.

O TRABALHO, ESTÁ SUBIDIVIDIDO EM TRÊS CAPÍTULOS : NO PRIMEIRO CAPÍTULO FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: Mereceram destaques os seguintes objectivos e critérios utilizados por vários nutricionistas e desenvolvimentistas referentes à influência da nutrição no desenvolvimento cognitivo da criança e educação pré-escolar. Foi feita uma análise bibliográfica estruturada sobre a temática onde se definem os conceitos da influência da nutrição no pensamento, teorias, classificação nutricional, metodologia de alguns desenvolvimentistas e educação pré-escolar.

NO SEGUNDO CAPÍTULO, PARTE EMPÍRICA, Descrevem-se os métodos teóricos, métodos empíricos, modelo, método, população, amostra, mostragem, instrumentos de investigação utilizados e também faz-se um diagonóstico de estudo profundo do problema científico a resolver.

NO TERCEIRO CAPÍTULO, ANÁLISE DOS RESULTADOS, Contém: Análise dos documentos, Tabelas comparativas dos resultados da adaptação do teste de formas e Apresentação da aplicação dos métodos e os seus resultados.

INTRODUÇÃO

Mesmo nos últimos tempos, a fome tem morto mais gente do que a própria guerra. Mas, o número das que assim morrem, ainda é pequeno em comparação com os que morrem no regime alimentar inadequado para manter a saúde, e que, por isso mesmo, sofrem em maior ou menor grau, de doenças de nutrição (Lord John Boyd Arr. "Nutrição em Vigor" p.5).

Para os educadores de infância, um conceito chave, na tradição sócio-histórica, é aquilo que Vigotsky (1978) p.37, chamou zona de desenvolvimento próximo (Z.D.P.), o nível ao qual uma criança acha um problema demasiado difícil para o resolver sozinha, sendo, no entanto, capaz de resolvê-lo com ajuda de um adulto ou de uma outra criança, mais competente.

."Já sabemos hoje bastante, disse Victor Heizer, acerca da importância da influência da nutrição para que possamos dizer que o número de aviões e de tanques que saem das fábricas de uma nação é determinado em grande parte pelos alimentos que ingerem os operários dessa nação".

Este mesmo princípio aplica–se ao desenvolvimento cognitivo para o progresso que a criança faz na família, na escola, jardim de infância, tanto no que diz respeito aos estudos como à educação física e mental.

O Dr. Weston Aprice fez as observações seguintes:

- As três crianças que apresentavam insuficiência de nutrição a 3.º grau, submeteu-as a um regime alimentar rico em minerais e vitaminas por espaço de cinco meses, além da alimentação costumeira que elas recebiam em casa diariamente.

- Foram tão notáveis os resultados, que chegou ele a relatar o seguinte: "Dois professores diferentes vieram perguntar–me o que havia feito para conseguir mudanças tão radicais, transformando naquelas crianças a capacidade mental para o mais elevado grau.

- Esta observação revela claramente que o desenvolvimento da capacidade mental numa pessoa pode ser influenciada definitivamente pelo regime nutritivo que ela recebe: as merendas pré-escolares como meio de assegurar diariamente a cada criança alimentação completa, estão sendo cada vez mais reconhecidas como necessidade pública. O regime alimentar, bem equilibrado, segundo os mais recentes conhecimentos da nutrição têm capacitado as crianças, os operários, os funcionários públicos, a trabalhar com mais eficiência e menor fadiga, melhorando tanto a qualidade, como aumentando a quantidade de produção, havendo ao mesmo tempo desgaste de material e menor grau de acidentes pedagógicos e técnicos aos funcionários públicos.

É doutrina hoje admitida que a força nervosa é gerada pela acção da nutrição (alimento), fornecido ao corpo e que, a seguir ela pertence à classe das forças que têm uma origem comum e que são convertíveis, entre si – força mecânica, calor, electricidade, magnetismo e de composição química. A força que anima o organismo e mantém as correntes do cérebro. Isto, segundo Alexandre Baim, Professor da Universidade Aberden, que fundou a revista de Mind em 1876 (Fascículo de Psicologia ISCED).

A criança não necessita apenas dos pais, indivíduos, mas todo um ambiente familiar conveniente.

Partes: 1, 2, 3, 4

Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.