Meio ambiente e o terceiro setor: possibilidades de atuação do serviço social



  1. Resumo
  2. Introdução
  3. O desenvolvimento ambiental
  4. As multifaces do terceiro setor
  5. Um passeio pela história do serviço social no Brasil
  6. Conclusões finais
  7. Referencias
  8. Glossário

RESUMO

O presente trabalho inicia com a promoção da importância da preservação do meio ambiente para garantir qualidade de vida às atuais e futuras gerações, pois atualmente enfrentamos a problemática ambiental como uma expressão da questão social, aborda também a coparticipação do Terceiro Setor em espaços de proteção ambiental em conjunto com a atuação do profissional do Serviço Social na sensibilização popular. O Objetivo geral do trabalho é ampliar a visão da relação entre o Terceiro Setor e o Meio Ambiente, e especificamente nos aspectos da atuação do profissional do Serviço Social, neste contexto. O objetivo específico, é visualizar e compreender, as intervenções do profissional do Serviço Social quanto a preservação do Meio Ambiente, mediante ao Terceiro Setor. O interesse pelo tema nasce da perspectiva de contribuir na atuação do profissional do Serviço Social nas novas demandas ambientais no Terceiro Setor, ampliando o horizonte de análise e intervenção social no convívio com a realidade. Estimular o conhecimento e motivar à participação e interesse individual sobre o tema que afeta direta e indiretamente a todos os cidadãos. Para o desdobramento metodológico deste trabalho, utilizou-se de pesquisa bibliográfica, que abordam a relação do Meio Ambiente e o Terceiro Setor, cedendo espaço para a importância do papel do profissional do Serviço Social no processo de desenvolvimento sustentado. O resultado deste trabalho, trouxe a visão ampla da atuação do profissional do Serviço Social na questão complexa do Meio Ambiente, mesmo sendo um setor novo, as possibilidades de intervenção são bem significativas.

PALAVRAS-CHAVE: MEIO AMBIENTE. SERVIÇO SOCIAL. TERCEIRO SETOR.

INTRODUÇAO

Dentro de um universo de pensamentos a preservação ambiental vai muito além de desmatamentos ou queimadas, ou até mesmo o padrão de sustentabilidade ambiental, é preciso levar em consideração que no equilíbrio homem/natureza, a questão social esta envolvida diretamente. Partindo do panorama social, faz-se necessário o reconhecimento da preservação do meio ambiente apreciando–o como parte da política pública.

A problemática ambiental atinge a sociedade em diversas formas da questão social, nesse sentido, meio ambiente não é mais uma questão que interessa apenas aos cientistas, aos biólogos, aos botânicos e aos ambientalistas, mas, com semelhante conceito e seriedade, passa a ser uma preocupação que submerge a esfera política, econômica e social.

De fato, as questões ambientais são desiguais para as diferentes camadas da sociedade, porém todos lutam por um único ideal, garantir uma melhor qualidade de vida as gerações futuras. Atualmente a preocupação esta direcionada a escassez da água no planeta, mas este cuidado deve se ter em um contexto ambiental, e não isoladamente. Agrega-se a isso a exclusão social e alto nível de pobreza da população muitas comunidades vivem em áreas de risco, como encostas margens de rio e é preciso também considerar que uma significativa parcela de pessoas tem uma percepção naturalizada do meio ambiente.

As estratégias de enfrentamento da problemática ambiental para surtirem o efeito desejável na construção de sociedades sustentáveis é preciso uma articulação coordenada entre todos os tipos de intervenção ambiental. (ProNEA, 2005)

DIAS (2006), afirma que, "A problemática ambiental hoje faz parte da pauta obrigatória da maior parte dos encontros mundiais, isso ocorre devido ao agravamento do problema ambiental na Terra, com a intensificação da industrialização e o consequente aumento da capacidade de intervenção do homem na natureza. Essa situação é facilmente verificável pela evolução do quadro de contaminação do ar, da água e do solo em todo o mundo e pelo número crescente de desastres ambientais (DIAS, 2006)".

É afirmado no art. 225 da Constituição Federal "Todos têm o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo para as presentes e futuras gerações". Desta forma, é visível para a sociedade que, o Estado não possui mais condições financeiras e estruturais para bancar com todos os deveres a ele atribuídos por nossa Constituição Federal, aliás, sua responsabilidade tem diminuído paulatinamente e a população sente falta de Políticas Públicas Eficientes.


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.