A teologia da prosperidade e uma "proposta" bíblica



  1. Resumo
  2. Introdução
  3. Algumas considerações sobre a teologia da prosperidade
  4. "Teologia" da prosperidade e a luz bíblia
  5. A teologia a prosperidade: proposta bíblica
  6. Considerações finais
  7. Bibliografia

Resumo

Este trabalho é sobre "a teologia da prosperidade e uma "proposta bíblica. O que questiona o que a Bíblia fala sobre prosperidade? Ainda nesse mesma ideia, tem o objetivo de mostrar o que a Bíblia fala sobre a prosperidade. A contradição irreconciliável entre o ensino do evangelho da prosperidade e o evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo é resumido nas palavras de Jesus em Mateus 6:24: "Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro." Para fundamentar o tema, elabora-se uma pesquisa bibliográfica, analisando site, revistas, artigos e livros dos seguintes teóricos: Armstrong (2001), Campos (1997), Corte (1996), Gomes (1994), Gondim (2001), Hagin (1996, 2000), Libânio (2000), Macedo (1985), Mariano (1999, 2005, 1996, 1995), Rodovalho (1999), Romeiro (199), Soares (1985), Storniolo (1992), Yancey (2000), Com a bibliografia analisado foi possível dividir esse trabalho em três capítulos. No primeiro capítulo aborda sobre algumas considerações sobre a Teologia da Prosperidade, tratando da origem da Teologia da Prosperidade; as características da Teologia da Prosperidade; e a Teologia da Prosperidade no Brasil. No segundo capítulo trata sobre a Teologia da Prosperidade e a luz Bíblia. E por fim no terceiro, analisa uma proposta bíblica da Teologia da Prosperidade, abordado a graça e sua transmissão; e uma Teologia da Gratuidade; e Teologia da Gratuidade e o conteúdo de vida cristã. Espera-se que ao término desse trabalho, possa está abordando a contento sobre a Bíblia e a Teologia da Prosperidade.

Palavras Chaves: Teologia da Prosperidade, Bíblia, Teologia da Gratuidade, Vida Cristã.

ABSTRACT[1]

This work is about "the theology of prosperity and a biblical quote. The who questions that the Bible talks about prosperity? Yet in that same idea, aims to show what the Bible speaks about prosperity. The irreconcilable contradiction between the teaching of the prosperity Gospel and the Gospel of our Lord Jesus Christ is summed up in the words of Jesus in Matthew 6:24: "no man can serve two masters; because a hate and love the other, or if will devote to one and despise the other. You cannot serve God and money. " To substantiate the topic, elaborates a bibliographical research, analyzing site, magazines, articles and books of the following theorists: Armstrong (2001), fields (1997), cut (1996), Gomes (1994), George (2001), Hagin (1996, 2000), Libanius (2000), M (1985), Mariano (1999, 2005, 1996, 1995), Brill (1999), Palmer (199), Soares (1985), Storniolo (1992), Yancey (2000), With the bibliography reviewed it was possible to divide this work into three chapters. In the first chapter discusses about some considerations for prosperity theology, treating the source of the theology of prosperity; the characteristics of the theology of prosperity; and the theology of prosperity in Brazil. In the second chapter is about the theology of prosperity and the Bible. And finally the third, analyzes a proposal of Biblical Theology of prosperity, approached the grace and their transmission; and a theology of gratuity; and theology of gratuity and the content of Christian life. It is expected that at the end of this work, can is addressing the satisfaction about the Bible and theology of prosperity.

Keywords: Prosperity theology, Bible, Theology of Gratuitousness, Christian Life.

Introdução

No evangelho da prosperidade, também conhecido como a religião "Palavra da Fé", o fiel é encorajado a usar a Deus, enquanto a verdade do Cristianismo bíblico é justamente o contrário – Deus usa o fiel. A Palavra da Fé ou Teologia da Prosperidade enxerga o Espírito Santo como um poder a ser usado para qualquer coisa que o crente queira alcançar. O Movimento do Evangelho da Prosperidade muito se parece com a ganância tão destrutiva que infiltrou a igreja primitiva. Paulo e os outros apóstolos não tentaram conciliar sua teologia com a dos falsos mestres que tentaram propagar tal heresia. Eles os identificaram como mestres falsos e perigosos e muito encorajaram os Cristãos a evitá-los

Um termo favorito no movimento Palavra da Fé é "confissão positiva". Refere-se ao ensino de que palavras têm poder criativo. O que você diz, assim os mestres da Palavra da Fé afirmam, determina tudo o que acontece com você. Suas confissões, especialmente os favores que você exige de Deus, devem ser afirmados positivamente e sem qualquer dúvida de que vão acontecer. Então Deus tem a responsabilidade de responder a tal pedido (como se o homem pudesse exigir qualquer coisa de Deus!). Portanto, a habilidade de Deus de nos abençoar supostamente depende da nossa fé. Tiago 4:13-16 claramente contradiz esse ensinamento: "Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos; Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece. Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo. Mas agora vos gloriais em vossas presunções; toda a glória tal como esta é maligna".


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.