Árvore da informação do agronegócio do leite identificação animal e rastreamento da produção de bovinos de leite



1. Introdução

A exposição dos mercados dos diversos países às pressões impostas pela globalização da economia tem exigido dos setores produtivos das diversas cadeias do agronegócio brasileiro uma reestruturação fundamentada na eficiência. Nesse cenário, a competitividade tornou-se uma característica fundamental para o setor pecuário e com ela a necessidade de se disponibilizar produtos de qualidade para o mercado a preço acessível para o consumidor.

Há um consenso universal de que o agronegócio recebeu um grande impacto com as várias crises de alimentos observadas nos últimos anos. Os problemas causados pelos surtos de febre aftosa e pela encefalopatia espongiforme bovina (BSE), seguidos pela polêmica discussão e incertezas sobre os efeitos dos alimentos geneticamente modificados, além de contaminações microbiológicas, resíduos químicos, pesticidas, hormônios etc. têm introduzido algumas complicações nos aspectos de controle da segurança alimentar. Os consumidores estão cada vez mais exigentes quanto a aparência dos produtos, qualidade nutricional e fitossanitária, palatabilidade e resíduos de defensivos, entre outros parâmetros. Portanto, há uma necessidade de atender ao controle de qualidade e origem dos produtos alimentares disponibilizados para compra, implementando-se transparência nas condições de sua produção e comercialização.

Há também um consenso de que a garantia de segurança alimentar e a redução de obstáculos ao comércio devem ser encaminhadas por um processo de harmonização das regulamentações sobre alimentos, padrões de qualidade e orientações normativas. O registro da identificação de animais que entram na cadeia de alimentos humanos é obviamente importante e tem de ser encaminhada por todos os países internamente e também internacionalmente devido ao crescente movimento de produtos alimentares, animais e germoplasma. Esta demanda tem provocado o estabelecimento de normas e legislação adicional nas áreas de rastreabilidade e rotulagem dos alimentos.

2. Rastreabilidade

A rastreabilidade significa conhecer toda a história de um alimento em cada segmento da cadeia alimentar, ou seja, poder seguir o rastro de um alimento e saber sua procedência, por onde passou etc. A rastreabilidade significa, portanto, maior informação e responsabilidade, exigindo a aplicação de um sistema eficaz de identificação do produto desde a sua produção até a sua comercialização.

A rastreabilidade é uma garantia de segurança alimentar, já que viabiliza localizar, imobilizar ou se retirar do mercado, em ações que exigem rapidez, os animais ou produtos alimentares identificados como caso de provável risco ou perigo à população.

Assim, o controle, a avaliação e o tempo de resposta para qualquer problema sanitário de origem animal requerem o acesso imediato a registros completos e precisos sobre os animais. Qualquer programa de controle para ser bem-sucedido necessita de um sistema que se baseie na identificação do animal durante toda a sua vida, desde as condições de seu nascimento até as circunstâncias de seu descarte e destino da carcaça. Esta identificação permite monitorar o animal em qualquer momento em seu ciclo produtivo, bem como rastrear as suas condições de produção e manejo, para eventual, senão necessária, investigação, caso se observe que era portador de alguma doença, quando de seu abate.

A rastreabilidade traz consigo a garantia de transparência ao consumidor do conteúdo, origem e certificação de qualidade do produto que lhe é ofertado para a compra, mediante uma rotulagem precisa, especialmente onde o produto final tem características que não podem ser prontamente testadas. A rastreabilidade é essencial para controlar e garantir a qualidade em estágios particulares da cadeia alimentar (Figura 1), ou seja, em etapas específicas do processo produtivo. 


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.