A modalidade de assistência Centro-Dia Geriátrico



  1. Resumo
  2. Introdução
  3. Método
  4. Resultados
  5. Discussão
  6. Conclusões
  7. Referências

Efeitos funcionais em seis meses de acompanhamento multiprofissional

RESUMO

O objetivo deste artigo é descrever os efeitos da assistência multiprofissional na capacidade funcional de idosos atendidos em Centro-Dia Geriátrico após seis meses de acompanhamento. O método usado foi o estudo clínico observacional de seguimento. Catorze pacientes com idade superior a 80 anos foram avaliados na admissão ao serviço e após seis meses de acompanhamento, segundo os seguintes instrumentos: atividades diárias pelo Brazilian OARS Multidimensional Functional Assessment Questionnaire; estado cognitivo por meio do Mini-Mental State Exam, equilíbrio funcional pela Berg Balance Scale e mobilidade pelo Timed Up and Go Test. Foi realizada análise descritiva simples e, para comparação entre os dois momentos de avaliação, os testes Wilcoxon e T-pareado, a=0,05. Observou-se diferença significativa entre a avaliação e a reavaliação com melhora no decorrer do tempo para a capacidade funcional global (p=0,019) e equilíbrio funcional pelas tarefas de transferências posturais (p=0,041). As demais variáveis mostraram manutenção de seus valores no seguimento. Conclusão: a assistência multiprofissional em Centro-Dia potencializou melhora ou manutenção da capacidade funcional dos participantes, revelando ser uma alternativa promissora de modalidade de serviço para a saúde do idoso.

Palavras-chave: Saúde do idoso, Idoso débil, Assistência integral à saúde, Pesquisa sobre serviços de saúde

The Geriatric Day-Care assistance mode:
functional effects in a six month multidisciplinary health care program

ABSTRACT

The objective is to describe the functional capacity of elderly patients who took part in a six-month follow-up program at a geriatric day care center. The methods used were a six-month observation clinical study. The following tools were used to assess fourteen elderly patients over 80 years old at admission at the day care and for six months thereafter: Brazilian OARS Multidimensional Functional Assessment Questionnaire (daily life activities), Mini-Mental State Exam (cognition), Berg Balance Scale (functional balance evaluation) and Timed Up and Go Test (mobility). Data were analyzed using descriptive statistics and Wilcoxon and paired-samples T tests to verify statistical differences over time, a=0.05. The results showed significant differences between assessment and reassessment of the global functional capacity scores (p=0.019) and postural transfer balance-related ability (p=0.041), showing improvement over time. After follow-up, scores related to the other variables remained unchanged. Conclusion: multidisciplinary health care at the geriatric day care center reinforced improvements or maintenance of the participants functional capacities, proving to be a promising alternative health care mode for the elderly.

Key words: Aging health, Frail elderly, Comprehensive health care, Health services research

Introdução

A presença de doenças crônicas, potencializadas pela perda da função de órgãos e sistemas biológicos, pode gerar limitações funcionais que levam à incapacidade, tornando muitas vezes o idoso dependente para a realização das suas atividades. Além das doenças crônicas, as limitações físicas, o declínio cognitivo, a perda sensorial, os sintomas depressivos, as quedas e o isolamento social, todos relacionados com a idade, são fatores de risco para o prejuízo da capacidade funcional1. A definição operacional de capacidade funcional diz respeito justamente ao grau de preservação da capacidade de realizar atividades básicas de vida diária ou de autocuidado (ABVD) e ao grau de capacidade para desempenhar atividades instrumentais de vida diária (AIVD) apresentados pelo indivíduo2.

Nesse sentido, a capacidade funcional, especialmente na sua dimensão motora, é um dos importantes marcadores de um envelhecimento bem sucedido e da qualidade de vida dos idosos. A perda dessa capacidade está associada à predição de fragilidade, dependência, institucionalização, a risco aumentado de quedas e de morte e a problemas de mobilidade, trazendo complicações ao longo do tempo e gerando cuidados de longa permanência e de alto custo3.

Em estudo realizado no município de São Paulo, foi observado que características socioeconômicas e demográficas relativas à saúde como ser do sexo feminino, ter baixo nível de escolaridade, ser aposentado e/ou dona de casa, ter percepção ruim da sua saúde, se associaram à dependência moderada/grave, sugerindo uma complexa rede causal do declínio da capacidade funcional4. A capacidade funcional surge, portanto, como um novo indicador de saúde, particularmente relevante para o idoso. Saúde, dentro dessa nova perspectiva, passa a ser resultante da interação multidimensional entre saúde física, saúde mental, independência na vida diária, integração social, suporte familiar e independência econômica. Qualquer uma dessas dimensões, se comprometida, pode afetar a capacidade funcional global de um idoso5.

É nesse sentido que ações preventivas e de reabilitação são imprescindíveis para atender as demandas dos idosos, tornando necessário o surgimento de programas assistenciais que tenham por objetivo proporcionar uma maior integração social e otimização da capacidade funcional, resultando na melhoria da qualidade de vida destes indivíduos. Com o aumento da demanda dos serviços prestados a esta população e o fato das necessidades de saúde dos idosos requererem atenção especializada, diversos programas de assistência foram criados com o objetivo de proporcionar um envelhecimento saudável e a manutenção da máxima capacidade funcional do indivíduo pelo maior tempo possível.

A Política Nacional do Idoso classifica os serviços de atenção à saúde do idoso em serviços de proteção social e serviços de inclusão social. Dentre os serviços de proteção social, inclui-se a modalidade Centro-Dia Geriátrico que oferece atendimento multiprofissional aos idosos, desenvolvendo promoção e proteção de saúde, assim como incentivando a socialização de seus freqüentadores. O Centro-Dia Geriátrico é destinado à permanência diurna de idosos com dependência parcial nas atividades de vida diária e que necessitam de assistência multiprofissional6.

Experiências adquiridas em Singapura e Beer Sheva, em 1983 e 1987, confirmam a importância dos centros-dia como recurso máximo para controlar e evitar que idosos solitários e deprimidos se tornem dependentes na comunidade7.

Em razão da escassez de estudos sobre esta modalidade de prestação de serviços de saúde, faz-se necessário avaliar o impacto da assistência multiprofissional sobre a capacidade funcional de idosos atendidos em Centro-Dia Geriátrico. Isso porque a maior utilização destes recursos de cuidados de saúde pelas pessoas idosas e o uso mais apropriado dos recursos de reabilitação podem ter importantes implicações nos gastos com saúde8. Além disso, sua maior vantagem é oferecer um local único, capaz de proporcionar consultas com especialistas e intervenções para indivíduos com múltiplas necessidades, que teriam caso contrário que percorrer diversas modalidades de assistência à saúde para sanar suas demandas9.

O objetivo do presente estudo é descrever os efeitos de seis meses de assistência multiprofissional sobre a capacidade funcional de idosos atendidos em um Centro-Dia Geriátrico da região metropolitana de São Paulo.


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.