Merchandising social na novela Mulheres apaixonadas




Partes: 1, 2, 3
  1. Abstract
  2. Introdução
  3. Conceitos associados ao Merchandising social
  4. A Telenovela e o merchandising social
  5. Análise da novela
  6. A aceitação das temáticas sociais
  7. Conclusão
  8. Bibliografia
  9. Anexos

Abstract

A televisão vem sendo objeto de estudo desde que foi inventada. Parte dos seus estudos já advém das teorias de comunicação de massa oriundas do rádio.

A sua influência é a maior preocupação desses estudiosos, pois ninguém até hoje tem dados que comprovem sua real eficácia. Ela que já foi em outros tempos dominadora, torna-se agora interativa, levando em conta aquilo que o telespectador quer ver.

As telenovelas brasileiras são um produto cultural que seguem toda essa didática. Em meio a histórias fantasiosas, as tramas nos levam a pensar se essas mensagens podem ser benéficas ou perigosas...

INTRODUÇÃO

"A novela enquanto produto cultural, gera um conhecimento sobre o Brasil. Ficcional é verdade, mas ainda assim, com freqüência, única fonte de informação sobre nós para comunidades de culturas distantes e pouco aparentadas com a nossa".

(ficção e realidade -telenovela: um fazer brasileiro. profa. dra. Maria Lourdes Motter- ECA/USP)

A Telenovela, hoje no Brasil, é o nosso maior produto cultural. Adorada por todo povo brasileiro, a teledramaturgia já faz parte de nossas vidas. Ela nos diverti, apesar de todas as tristezas no nosso país. Entretenimento barato para milhões e milhões de brasileiros.

Em meio as suas tramas, as novelas brasileiras mostram os problemas que assolam a sociedade. No começo, de maneira tímida, mas agora com uma força suficiente para mudar opiniões e ditar comportamentos. Nesse contexto que está inserido o merchandising social, tema de nosso trabalho.

Essa nova posição dos meios de comunicação é um marketing de idéias. Referências a problemas comuns aos brasileiros e soluções para esses dilemas. Uma espécie de interatividade, pois a TV não dita mais o que o telespectador quer ver, ele agora é que tem o poder de mudar as grades de programação, e assim exige cada vez mais a responsabilidade social. Mas o que ela seria? E como poderia ser mostrada? Saber dos seus direitos, mostrar o que é errado, certo, incentivar a denúncia dos crimes, incentivar as pessoas com problemas psicológicos a procurar tratamento. Isso é o que o merchandising social faz nas telenovelas.

A minha inquietação como estudante de comunicação, é saber até que ponto essa mensagem é recebida, saber se ela alcança o público, ver se está mudando para o bem ou para o mal o comportamento do povo brasileiro. Quero descobrir se estão seguindo essa cartilha.

Não somente ver, mas perceber a mensagem. Quero saber se alguém se beneficia com esse merchandising social, ou se ele é pura ilusão, sendo apenas uma maneira de preencher os capítulos de uma trama.

Como painel, peguei a novela Mulheres apaixonadas do autor Manoel Carlos. Essa novela, com certeza foi a que teve em sua trama o maior número de temáticas sociais. Como exemplo tivemos as mulheres que apanham dos maridos. Nesse tema a Rede Globo quis mostrar que todas elas podem denunciar. Não precisam ficar caladas, pois existe um lugar aonde elas têm seus direitos resguardados: A delegacia da Mulher.

Outro exemplo seria o do alcoolismo. Durante a novela a personagem relutou em procurar ajuda, mas no final resolve ir até os Alcoólicos Anônimos. É um incentivo para quem vive esse problema mas tem vergonha de se tratar por conta do preconceito da sociedade.

Meu questionamento é simples: crendo que as telenovelas usam o discurso merchandising social para uma transformação de pensamento e uma mudança de personalidade, será que esse objetivo é alcançado? Isto é, a mensagem está sendo absorvida?

Vou provar que resultados práticos estão sendo conseguidos através do merchandising social. E essa idéia é uma das mais transformadores de todos os tempos, pois utiliza como veículo os mais assistidos produtos culturais brasileiros: as telenovelas.

A metodologia de trabalho consistiu na gravação de capítulos da novela Mulheres Apaixonadas do autor Manoel Carlos. A trama foi transmitida na Rede Globo de Televisão no ano de 2003 no horário das oito.

Os capítulos a serem gravados foram escolhidos aleatoriamente, mas com a proximidade do final do folhetim, o trabalho teve de ser apressado.

Após todos os capítulos gravados, com um olhar baseado no merchandising social, procuramos todas as temáticas que estavam presentes na telenovela.

Procurando os temas que eram tratados num período de tempo maior, tentamos separar os 3 que mais ganharam ênfase. Os mais verificados foram sobre as mulheres que apanham dos maridos( encabeçado pelos personagens Raquel (Helena Ranaldi) e Marcos (Dan Stuban); os idosos Flora e Leopoldo (Carmem Silva e Oswaldo Louzada). que sofrem nas mãos de seus próprios familiares e por último o alcoolismo, da personagem Santana (Vera Holtz).

Não que as outras temáticas(como o homossexualismo, o relacionamento amoroso entre professores e alunos... ) não fossem importantes. Mas olhando pela maior exposição dos temas, esses três ganharam uma repercussão muito grande no país inteiro.

O próximo passo foi procurar especialistas nas respectivas áreas: idosos, violência doméstica e alcoólatras. A intenção é provar se as temáticas conseguiram atingir a população em geral.

Essas pessoas foram escolhidas devido a sua notoriedade no assunto além de suas experiências de sucesso. Com isso pretendo provar a influência da telenovela na nossa sociedade.

 


Partes: 1, 2, 3

Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.